Facebook está mesmo fazendo a limpa em páginas, usuários e serviços na rede social. Um dia depois de remover páginas ligadas à Rússia e ao Irã, a empresa que administra a plataforma voltou a anunciar a remoção de componentes que não estavam de acordo com as políticas do site.

Desta vez, a rede social anunciou que mais de 400 aplicativos foram suspensos desde março desde ano por "preocupações sobre os desenvolvedores ou sobre como eles podem ter usado as informações que as pessoas escolheram compartilhar dentro deles". Em outras palavras, toda a velha questão de privacidade e uso de dados por terceiros, como no caso da Cambridge Analytica.

A maior vítima do recente banimento foi o myPersonality, um aplicativo que já existia no Facebook desde 2012. Trata-se de um teste de personalidade que acumulava dados e fazia perguntas sobre o seu comportamento — e que já estava na mira de especialistas em segurança desde maio deste ano.

Uma captura de telaO myPersonality fazia várias perguntas sobre comportamento e apresentava um perfil psicológico que se encaixa nas suas características.

Segundo o vice-presidente de parcerias de produto do Facebook, Ime Archibong, o myPersonality falhou na auditoria interna da rede social e deixou claro que "eles compartilharam informações com pesquisadores e empresas".

As cerca de 4 milhões de pessoas que tiveram os dados coletados pelo serviço (e, possivelmente, comercializados) serão notificadas desse possível uso ilegal. Por enquanto, não há provas de que o myPersonality acessava informações de amigos, portanto apenas os usuários individuais receberão o aviso.

Cupons de desconto TecMundo: