Depois de ter ficado com o filme mais do que queimado com o caso da Cambridge Analytica e o vazamento de uma quantidade enorme de informações pessoas de seus usuários, o Facebook vem forte em uma campanha para tentar recuperar sua imagem diante dos usuários da internet. O problema é que, às vezes, o tiro pode sair pela culatra, especialmente se encontrarem pela frente um justiceiro anônimo munido de tinta e muita criatividade.

Uma série de propagandas feita pela rede social nos pontos de ônibus do Reino Unido foi 'vandalizada' por um artista anônimo

Mesmo tendo uma reação negativa do público com sua campanha para melhorar a imagem, seja na TV, na internet ou em outdoors e displays em pontos de ônibus, o Facebook não hesita em afirmar o quanto é contra as fake news e como é importante cuidar bem dos dados sigilosos de seus usuários. O problema é que a maioria dos usuários discorda que a empresa de fato tenha tamanha preocupação.

Publicidade a favor das pessoas

Com isso, uma série de propagandas feita pela rede social nos pontos de ônibus do Reino Unido foi “vandalizada” por um artista anônimo conhecido como Protest Stencil. Nos dois casos, o manifestante alterou cartazes com mensagens do Facebook para revelar o que ele considera uma verdade sobre a empresa. As imagens trazem os dizeres “Fake News não são nossas amigas, são uma grande fonte de receita” e “O uso indevido de dados não é nosso amigo, é nosso modelo de negócios”.

As manifestações chamaram a atenção das pessoas pelo fato de serem muito semelhantes à arte original e, à primeira vista, parecerem ter sido concebidas originalmente daquela maneira. A arte de Protest Stencil chamou a atenção de muita gente nas redes sociais, especialmente no Twitter, meio pelo qual o artista se comunica na internet.

O Facebook não se manifestou em relação às intervenções.

Cupons de desconto TecMundo: