The acordo com informações do The Washington Post, o Twitter teria banido mais de 70 milhões de usuários somente entre maio e junho. A rede social estaria fazendo um grande esforço para limpar a plataforma de contas falsas, disseminadores de fake news e spammers.

O Twitter não confirmou o número exato, mas a empresa explicou que está implementando um novo sistema que possa ajudar a aplicar suas já existentes políticas de segurança. “O sistema já identifica e contesta mais de 9,9 milhões de contas de potenciais spammers por semana”, escreveu a empresa em seu blog.

A taxa de bloqueio de contas desse tipo é duas vezes maior do que foi em outubro de 2017

Após a revelação de que agentes russos estariam promovendo campanhas de desinformação através de redes sociais nos EUA, Facebook e Twitter se tornaram o centro das atenções de críticas sobre políticas de segurança e privacidade muito permissivas. Desde então, o microblog do passarinho azul tem acelerado o passo no banimento de usuários suspeitos. A taxa de bloqueio de contas desse tipo é duas vezes maior do que foi em outubro de 2017, quando a empresa começou a se esforçar mais nesse sentido.

Mas como o Twitter acabou de registrar o seu primeiro trimestre fiscal com lucro, trazer a notícia para seus investidores de que sua base de usuários pode estrar diminuindo é um tanto complicado. Prevendo possíveis reações negativas ao eliminar 70 milhões de contas, o Twitter já havia feito um aviso prévio, explicando que essa “limpeza de inverno” poderia impactar na contagem de usuários ativos por mês. Ao The Verge, contudo, a rede social explicou que a maior parte das contas eliminadas não eram usuários tão frequentes da plataforma. Em outras palavras, elas não devem impactar tanto nos números.