Os internautas de Papua-Nova Guiné, na Oceania, não poderão acessar o Facebook por um mês. Segundo Sam Basil, ministro de comunicações do país, a rede social foi banida por quatro semanas para as autoridades conseguirem identificar perfis falsos.

"Esse tempo permitirá que as informações sejam coletadas para identificar usuários que se escondem atrás de contas falsas, usuários que enviam imagens pornográficas, usuários que postam informações falsas e enganosas no Facebook para serem filtradas e removidas", disse Basil.

De acordo com o primeiro ministro, o banimento do Facebook é permitido por meio da Lei de Crimes Cibernéticos, que vai aprovada no país em 2016. O Facebook comentou que ainda conversa com o governo de Papua-Nova Guiné para entender melhor o caso.

Vale ainda notar que o país da Oceania ainda busca desenvolver uma rede social própria para seus cidadãos.

Cupons de desconto TecMundo: