Se você esteve ligado nas notícias de tecnologia, deve estar sabendo da polêmica em que o Facebook se envolveu com o vazamento de dados de usuários, de modo que a questão central do escândalo é a segurança — algo que gera vários gastos para a empresa. 

Contudo, a segurança do fundador do Facebook é uma das principais preocupações da plataforma; segundo dados divulgados pelo jornal The Guardian, o Facebook teve um gasto de mais de 7 milhões de dólares com a proteção de Mark Zuckerberg em 2017  valor que equivale ao dobro do que foi gasto em 2016.

Por mais que pareça muito dinheiro, é importante lembrar que esse investimento foi necessário, uma vez que Zuckerberg recebeu ameaças à sua segurança justamente por ser o fundador, presidente e CEO da rede social. Junto disso, houve mais 20 milhões de dólares sendo investidos em viagens de jatos privados, já que o CEO passou um bom tempo viajando pelo país no ano passado para visitar todos os estados aos quais ele ainda não tinha ido — com sua equipe de assessores e colegas executivos, claro.

1

Calma, não acabou! Há mais um item na conta que o Facebook pagou: os itens de segurança. De acordo com documentos enviados ao órgão regulador do mercado norte-americano, também sobrou para a empresa realizar a compra e a instalação de dispositivos de segurança para as casas de Zuckerberg. Ainda segundo os documentos, o Facebook  investiu 2,7 milhões de dólares em 2017 na proteção de Sheryl Sandberg, COO da empresa.

Por mais que esses valores pareçam altos, é importante lembrar que o Facebook apresentou uma receita de mais de 12 bilhões de dólares no quarto trimestre  isso apenas com publicidade. Ao considerar o lucro líquido dos acionistas, houve um aumento, de modo que o valor total é de 4,27 bilhões dólares.

Cupons de desconto TecMundo: