Quando o Twitter anunciou no final do ano passado que faria mudanças na interface de aplicações (Application Programing Interface — API) de apps de terceiros, muitos usuários e programadores começaram a demonstrar descontentamento, pois uma grande parcela do público utiliza softwares como Talon, Tweetbot, Tweetings, entre outros. Depois de receber reclamações de vários desenvolvedores, o microblog decidiu então adiar a data inicial, que era 19 de junho, para um período indeterminado.

A nova API, chamada de Account Activity, reúne de forma otimizada o fluxo de conteúdo, notificações e mensagens diretas. Caso houve realmente alterações no dia estipulado anteriormente, os aplicativos deixariam de receber atualização automática na timeline ou notificações push, por exemplo.

Como o acesso à novidade ainda não foi liberada para todo mundo e há limitação de 35 contas no modelo básico, a companhia decidiu adiar a transição — até porque esse é um número muito pequeno para programas que reúne milhares de cadastros. O microblog somente adiantou que vai dar 90 dias, “a partir do momento que a Account Activity se tornar disponível para todos os desenvolvedores”, antes de encerrar a atual API.

Ainda não há previsão de quando a distribuição deve estar completa, então, pelo menos por enquanto, é possível continuar usando tudo do jeito que está, até segunda ordem.