Depois de Google e Facebook limitarem ou proibirem anúncios relacionados a criptomoedas em suas plataformas de publicidade online, o Twitter pode ser a próxima grande empresa de tecnologia a seguir essa linha. De acordo com fontes anônimas do site britânico SkyNews, o microblog estaria estudando banir anúncios de criptomoedas, tokens, ICOs (ofertas iniciais de criptomoedas) e muitos outros.

A fonte que falou sobre o assunto com o SkyNews não confirmou qual seria a razão oficial do Twitter para implementar essa nova política de anúncios dentro do microblog, mas é fácil imaginar que a empresa esteja querendo proteger seus usuários de fraudes, o que é relativamente comum no mundo das criptomoedas no momento.

Essa, pelo menos, é a razão oficial de Google e Facebook para proibir ou limitar anúncios desse tipo em suas plataformas. Além de diminuir as chances de seus usuários perderem dinheiro com esquemas criminosos, as empresas protegem a si mesmas de possíveis processos legais por “ajudarem a promover” eventuais fraudes.

Exceções

No caso do Twitter, corretoras e carteiras virtuais de criptomoedas também devem ser banidas da plataforma, mas parece que haverá algumas poucas exceções, de acordo com a fonte. Essas exceções provavelmente serão para grandes corretoras ou carteiras de Bitcoin mais conhecidas.

O Twitter, contudo, não confirmou nem negou essa possível nova política de anúncios para peças relacionadas a criptomoedas.