Mais uma controvérsia para a lista recente de problemas enfrentados pelo Twitter. A rede social dos 280 caracteres manteve bloqueado durante um dia inteiro no final de semana o perfil oficial do jornal The New York Times (NTY). Não que perfis de jornais estejam acima dos demais quando o assunto é seguir as regras, mas o caso é não houve qualquer violação por parte da publicação.

A conta do NYT foi temporariamente bloqueada por supostamente compartilhar conteúdo de ódio. A postagem em questão contém um link para uma notícia sobre um pedido de desculpas oficial feito em nome do estado canadense pelo primeiro-ministro do país Justin Trudeu aos povos nativos de uma região do país. Em suma, um tema que em nenhum momento viola as novas diretrizes da rede.

Após voltar atrás e reativar a conta do The New York Times, o Twitter se posicionou oficialmente sobre o caso e alegou erro humano. “Após revisar a conta, parece que um de nossos agentes cometeu um erro”, informou a plataforma em comunicado. “Nós identificamos esse problema para que erros similares não aconteçam de agora em diante.”

A polêmica reacendeu as críticas feitas ao Twitter em outubro, quando a plataforma bloqueou o perfil da atriz Rose McGowan após ela postar um número de telefone em uma série de tweets nos quais denunciava os abusos e assédios do todo-poderoso de Hollywood Harvey Weinstein. Após uma campanha de boicote à rede social, o Twitter prometeu revisar as suas políticas de bloqueio e suspensão, e divulgou recentemente as suas novas diretrizes de uso.

Cupons de desconto TecMundo: