Novos relatos trazidos pelo Business Insider indicam que o Facebook e sua divisão Building 8 estão se preparando para criar novos produtos físicos para seus consumidores. Os projetos são liderados por Andrew Bosworth, um dos maiores figurões da companhia, e já estão em andamento pela empresa.

O primeiro dos dispositivos seria um aparelho feito para chamadas de vídeo, semelhante ao Amazon Echo Show, e tem o codinome “Aloha”. Esse gadget deve contar com uma tela de toque grande, uma câmera de ampla angulação capaz de reconhecer rostos, microfones e alto-falantes. O eletrônico, vale notar, já estaria em testes nas casas de funcionários da companhia há vários meses e deve ser lançado em maio de 2018 por US$ 499 (R$ 1,5 mil).

Quanto ao segundo dispositivo? Bem, temos um sistema de alto-falante inteligente, que deve chegar às lojas custando em torno de US$ 100 (R$ 315). Não limitada a isso, a empresa também estaria trabalhando em uma câmera em 360° e até mesmo em alguns vestíveis.

O problema da privacidade

Para muitos, a novidade é bastante animadora, mas aparentemente a equipe vem sofrendo um bocado para conseguir lidar com um problema: a reputação da empresa.

Em resumo, já é de conhecimento comum que o Facebook não é exatamente conhecido por proteger a privacidade de seus usuários. Logo, a companhia teve respostas esmagadoramente preocupadas em suas pesquisas de mercado com a possibilidade de que o Aloha seja usado como um espião dentro de suas casas.

Público mostrou, em sua maioria, a preocupação com sua privacidade ao ter um dispositivo do Facebook em sua casa

Com isso, a equipe está trabalhando em maneiras de contornar essa imagem. Entre as soluções mais “criativas” encontradas por eles, está a possibilidade de vender o dispositivo como uma maneira para que os mais velhos se comuniquem com suas famílias. Até mesmo a criação de uma nova marca que não carregue o nome do Facebook foi cogitada.

Se eles vão conseguir contornar isso? Bem, teremos que esperar para ver.

Cupons de desconto TecMundo: