Se você acessa o Facebook com frequência certamente já deve ter visto que temos diversos usuários publicando conteúdos originais que, em sua maioria, acabam replicados nas páginas de outras pessoas. Em muitos casos isso configura uma infração, e é para lutar contra esse tipo de pirataria que a empresa responsável pela rede social anunciou uma novidade.

Para lutar contra as pessoas que fazem esse tipo de ação o Facebook anunciou a compra da Source3, startup responsável por desenvolver uma ferramenta que reconhece, organiza e analisa propriedades intelectuais geradas por diversas pessoas ao redor do globo. Com isso, a companhia de Mark Zuckerberg pretende encontrar aqueles que dividem esse tipo de conteúdo como se fosse algo próprio.

“Estamos empolgados para trabalhar com o time da Source3 e aprender com a experiência que eles adquiriram no que diz respeito à propriedade intelectual, marca registrada e direitos autorais”, comentou Vanessa Chan, porta-voz do Facebook, ao site TechCrunch.

Sistema utilizado pela Source3

Com o conhecimento adquirido, é bem provável que a equipe trabalhe no software de direitos autorais do Facebook, que atua mais ou menos como a ferramenta do YouTube que permite aos criadores assinarem os conteúdos produzidos por eles para bloquear uploads não autorizados ou obter a renda gerada por eles.

Até o momento, não há uma data específica para que esses recursos sejam disponibilizados para os usuários da rede social.

Cupons de desconto TecMundo: