(Fonte da imagem: iStock)

Um estudo realizado pelo Departamento de Saúde Pública da Universidade da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, revelou que o Twitter pode ser uma arma poderosa para aqueles que lutam contra o excesso de peso e apresentam dificuldades para emagrecer.

O microblog foi utilizado como uma ferramenta a mais no controle e na educação dos voluntários da pesquisa, funcionando como um grupo de apoio entre os participantes. Através de suas contas, eles podiam dividir suas experiências e ajudar uns aos outros durante o período do estudo.

De acordo com a pesquisadora Brie Turner-McGrievy, que conduziu o estudo pela universidade, “as pessoas que utilizaram o Twitter regularmente como parte do programa móvel de emagrecimento perderam mais peso”.

A pesquisa e o uso de celulares e dispositivos móveis

A pesquisa acompanhou 96 homens e mulheres obesos ou com sobrepeso durante seis meses. Todos foram equipados com aparelhos móveis (iPhone, iPod Touch, BlackBerry ou um celular Android), através dos quais eles recebiam dois podcasts semanais com informações de exercícios e nutrição e propostas de metas e objetivos a serem alcançados.

Além dos podcasts, uma parcela do grupo recebeu ainda um aplicativo de dieta e exercícios físicos e outro aplicativo para acesso ao Twitter em seus aparelhos móveis. Através de suas contas, os participantes deveriam ler e postar mensagens, seguir os demais voluntários e participar de debates a respeito do programa. Um conselheiro interagia com esses twitteiros, reforçando o conteúdo dos podcasts e discutindo tópicos de emagrecimento.

Twittar emagrece

O resultado do estudo provou o sucesso do programa de emagrecimento por dispositivos móveis. Tanto os participantes que ficaram apenas com os podcasts quanto aqueles que tiveram acesso aos aplicativos extras alcançaram o objetivo e reduziram o peso em quase 3 por cento durante o período. Entretanto, aqueles que utilizaram o Twitter apresentaram uma perda mais expressiva, de tal forma que cada 10 tweets correspondem a aproximadamente 0,5 por cento a mais na taxa de emagrecimento.

O sucesso do estudo abre novas possibilidades de aplicação das redes sociais, utilizando os recursos móveis e tecnológicos para formar outros mecanismos de grupos de apoio e incentivo. “Proporcionar apoio em grupo através de redes sociais online pode ser uma solução de baixo custo para alcançar um grande número de pessoas interessadas em atingir um peso saudável”, afirma a pesquisadora. Assim, o Twitter pode ser uma solução para quem procura ajuda para emagrecer e não tem um centro local especializado no assunto. A rede de apoio e incentivo pode estar agora online, a qualquer momento, na internet ou no celular.

Cupons de desconto TecMundo: