A divisão de Inteligência Artificial e Pesquisa da Microsoft criou recentemente um novo software de reconhecimento de fala que é capaz de detectar conversas e comandos tão bem quanto um humano. A descoberta, anunciada oficialmente na última segunda-feira (17), abre caminho para a criação de soluções mais adaptadas às exigências tecnológicas do mundo moderno.

O novo sistema não é exatamente perfeito, mas o fato de ele ter adquirido “paridade humana” significa que ele comete os mesmos erros (ou uma quantidade semelhante) que uma pessoa ao transcrever informações. Atualmente, a taxa de erro da solução é de 5,9%, valor menor que os 6,2% testemunhados em um relatório divulgado em setembro.

O time responsável pelo avanço tecnológico

Isso vai tornar a Cortana mais poderosa, criando a possibilidade de termos um sistema realmente inteligente

“Há cinco anos, eu não acreditava que poderíamos ter chegado a esse ponto. Eu simplesmente não acreditaria que isso é possível”, afirma Harry Harry Shum, vice-presidente executivo do grupo de Inteligência Artificial e Pesquisa da Microsoft. As primeiras pesquisas do tipo foram iniciadas em 1970 pela DARPA, agência de segurança dos Estados Unidos encarregada em criar soluções para a segurança nacional do país.

Para chegar a esse resultado impressionante, o sistema usa redes neurais que processam uma quantidade substancial de informações, aprendendo a reconhecer padrões conforme mais dados são introduzidos no sistema. “Isso vai tornar a Cortana mais poderosa, criando a possibilidade de termos um sistema realmente inteligente”, complementa Shum.

Cupons de desconto TecMundo: