De acordo com o pessoal da Casa Mais 360, uma das agências pioneiras em São Paulo na produção comercial de filmagens em 360°, a procura pela criação de vídeos nesse formato registrou um aumento de 960% no último trimestre de 2015.

O principal motivo para isso teria sido a incorporação da tecnologia em plataformas de vídeo mundialmente populares."Acredito que esse aumento tenha acontecido porque agora o YouTube e o Facebook suportam vídeos 360. As empresas têm nos procurado porque querem levar uma experiência única e marcante para suas marcas", explicou Fábio Costa, CEO da Casa Mais 360.


Já existe uma grande variedade de equipamentos e plataformas para consumir vídeos em 360°, como óculos de realidade virtual (VR) — a exemplo do Google Cardboard, Gear VR ou o próprio Oculus Rift. Quem tem apenas um PC comum, tablet ou smartphone também pode assistir a esses vídeos de forma mais simples, movimentando o aparelho ou arrastando o campo de visão com o mouse.

É interessante notar ainda que a própria Google já está oferecendo uma solução para que qualquer pessoa possa criar conteúdo em realidade virtual. O app Câmera Cardboard permite capturar fotografias panorâmicas e, em seguida, transforma esses arquivos em VR para consumo no Google Cardboard. Saiba mais aqui.

Realidade virtual vai ou fica? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: