Os últimos anos foram marcados pelos enormes avanços na tecnologia dos dispositivos de realidade virtual. O ano de 2015 trouxe pelo menos três projetos de óculos de VR promissores e que devem estar sendo comercializados para o público geral no começo de 2016. Muita coisa precisou ser lapidada e corrigida para que o produto final pudesse apresentar o melhor desempenho possível e uma das principais preocupações das empresas era remover por completo a possibilidade de os dispositivos causarem náuseas nos usuários, fato que é comum entre aparelhos de teste.

Segundo Chet Faliszek, as pessoas não devem mais ficar preocupadas com possíveis náuseas causadas pelo HTC Vive.

Uma das três empresas que devem colocar seus óculos de realidade virtual nas lojas muito em breve é a Valve, empresa criadora do game Left 4 Dead e que está por trás da plataforma mais famosa de jogos para PC, o Steam. Segundo Chet Faliszek, um dos desenvolvedores da empresa, as pessoas não devem mais ficar preocupadas com possíveis náuseas causadas pelo HTC Vive, o aparelho de realidade virtual da marca.

Realidade virtual vs. real

Faliszek afirmou semana passada em uma conferência em Birmingham, na Inglaterra: “Eles [os óculos] não deveriam mais causar enjoo. Não é mais culpa do hardware. São as escolhas feitas pelos desenvolvedores dos games que deixam os usuários com enjoo. Digam a eles o que incomoda vocês”.

Uma das alternativas possíveis que pode resolver o problema de náuseas quando se joga usando óculos de VR, segundo Faliszek, é evitar ligar métodos de controle convencionais a um ambiente de realidade virtual, como personagens movimentados por um controle de video game comum. Ter a possibilidade de andar de fato por um ambiente e usar a própria mão para interagir com um objeto em uma realidade virtual melhoraria exponencialmente a experiência.

Hardware pronto e satisfatório

Por enquanto, vai ser um pouco difícil evitar essas situações, visto que o Oculus Rift, o dispositivo criado pela empresa Oculus, já virá com um controle tradicional como os encontrados nos video games e um dos principais motivos para a náusea segundo Faliszek. Os periféricos que vão permitir o jogo através de comandos via movimentos corporais devem ser lançados apenas no fim do ano de 2016.

Quanto melhor a qualidade e o esmero na criação desses jogos, mais confortável o usuário vai se sentir.

Apesar disso, a afirmação de que o hardware desses óculos de realidade virtual já está pronto para receber jogos e outras aplicações sem o desconforto do enjoo é verdadeira. Tanto o HTC Vive, o Oculus Rift e o Project Morpheus da Sony têm suporte para pelo menos 90 fps e toda a qualidade possível de imagem para que as imagens mudem com suavidade quando mexemos a cabeça. Agora vai depender dos muitos interessados em desenvolver aplicações para esses dispositivos: quanto melhor a qualidade e o esmero na criação desses jogos, mais confortável o usuário vai se sentir.

Você acha que os problemas de náusea vão conseguir ser superados pelas fabricantes e desenvolvedoras de games? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: