Você se lembra de Second Life? Este jogo foi o pioneiro no gênero de simulação online, oferecendo diversas atividades e passatempos para fazer com uma comunidade imensa de jogadores. Entretanto, o título já não tem mais o sucesso que tinha antigamente e, atualmente, é um pouco datado para os padrões da geração.

Entretanto, a Linden Lab, a produtora de Second Life, ainda quer investir em projetos inovadores. A companhia está procurando pessoas criativas para testar uma nova plataforma de realidade virtual, chamada por enquanto de Project Sansar.

O programa tem como objetivo atuar como um mediador criativo, ou seja, um ambiente de criação no qual os usuários produzam conteúdo voltado para os óculos VR, como o Rift. Na teoria, o software deve funcionar como uma engine que facilita a vida dos desenvolvedores que queiram produzir jogos ou outras experiências.

“Nós queremos abaixar a barreira de entrada para a criação de experiências VR. O Project Sansar fará para a realidade virtual o que o WordPress fez pela web: dar a oportunidade de criar conteúdo com qualidade profissional e atingir um público grande”, disse Ebbe Altberg, CEO da Linden Lab.

Project Sansar pretende abranger o uso da tecnologia VR

Com o novo projeto, a Linden Lab almeja popularizar a tecnologia de realidade virtual. Caso o software se torne um sucesso, áreas como a educação, a arquitetura e a medicina poderão ser beneficiadas. Em outras palavras, a companhia quer democratizar o uso da VR, tornando-a acessível para um público maior.

Você se interessa em produzir conteúdo para realidade virtual? Comente no Fórum do TecMundo

Ainda não há muitos detalhes sobre o Project Sansar, que deve ser lançado em 2016. Por enquanto, apenas o software Autodesk Maya – um programa de modelagem 3D – é compatível com a plataforma da Linden Lab, mas os executivos esperam que o número aumente no lançamento do produto. Será que a ideia vai pra frente?

Cupons de desconto TecMundo: