A realidade virtual (RV) é apontada como o futuro dos games, mas ela pode ter aplicações muito mais sensíveis do que estas. Além de auxiliar no tratamento da depressão, por exemplo, a RV pode ser capaz de diminuir o medo que muitas pessoas têm da morte. É esta a conclusão alcançada por um novo estudo conduzido pelo professor Mel Slater, da Universidade de Barcelona.

O estudo consiste em equipar algumas pessoas com headsets de realidade virtual e criar para elas um corpo virtual (CV), desenvolvendo então um vínculo de propriedade sentimental entre o usuário e o CV. Depois da assimilação, o CV passa a ser visualizado em terceira pessoa pelo utilizador do dispositivo de RV, simulando assim uma experiência fora do corpo.

Realidade virtual pode ajudar a diminuir o medo da morte.

Segundo Slater, as projeções de consciência reais costumam ser associadas a mudanças de atitude de pessoas em relação à morte. Baseando-se nisso, ele teve a ideia de usar a realidade virtual para verificar se o mesmo seria possível também em uma projeção simulada.

Ao que tudo indica, a sua previsão estava correta: das 32 participantes do estudo, 16 delas afirmaram terem se sentido em uma experiência extracorpórea. Além disso, elas também garantiram se sentir menos ansiosas em relação à morte. Apesar de os estudos conduzidos por Slater ainda não terem sido concluídos, as primeiras descoberta abrem todo um novo horizonte para as aplicações da realidade virtual.

Cupons de desconto TecMundo: