Você já deve ter ouvido falar muito de Realidade Aumentada. Em tempos de feitos 3D a novidade ganhou força no ano passado e diversas peças promocionais apresentaram elementos do gênero. O truque simples é feito na maioria das vezes com o auxílio de uma webcam. Basta o usuário posicionar uma determinada área diante dela para que na tela uma animação surja de maneira interativa.

Porém, ao que parece apenas ampliar as objetos não é o suficiente para a indústria. A moda agora é retirar elementos de uma imagem em movimento e em tempo real. O efeito aos poucos começa a aparecer em algumas peças publicitárias e está sendo reconhecido, num primeiro momento, como Realidade Diminuída.

Realidade Diminuída? Não é bem assim!

Para que você entenda do que estamos falando primeiro é preciso saber como funciona a chamada Realidade Diminuída. Trata-se de um software que permite, em tempo real, retirar elementos específicos de uma imagem em movimento, como um vídeo ou um filme.

As imagens apagadas não perdem qualidade graças à maneira como o processo é feito. O software identifica o trecho em questão que você deseja apagar e amplia a imagem, deixando-a borrada. Durante esse processo ele elimina as cores que destoam do fundo e, depois, traz a imagem de volta para o tamanho original.

Graças a isso não perda de qualidade no processo e o resultado final é tão eficiente quanto qualquer montagem feita por um profissional no Adobe Photoshop CS5. O software foi criado na Universidade Técnica de Ilmenau, na Alemanha e se chama Voodoo.

Não se engane!