A Razer é mais uma fabricante que pretende brigar pelo mercado de dispositivos de realidade virtual. A empresa anunciou o lançamento do Hacker Development Kit 2, ou HDK 2. Ele é o segundo produto da Razer como parte do grupo Open Source Virtual Reality (OSVR, presidido pela própria Razer) e é voltado principalmente para games.

Além de servir para consumidores de jogos, o HDK 2 é tido como ideal também para desenvolvedores que desejam um hardware com uma plataforma de código aberto disponível para criação e personalização. O fundo OSVR anunciou um investimento de US$ 5 milhões para empresas que apoiarem e desenvolverem para a plataforma.

Essa ideia de "abertura" está também na biblioteca: o HDK 2 suportará jogos e softwares da bibliteca do Steam e também da loja própria da OSVR. O headset não acompanha controles, mas pode ser pareado com um gamepad ou algum acessório lançado especialmente para VR pela própria fabricante.

Conhecendo o produto

O visor dual OLED dos óculos possui 2160x1200 pixels de resolução e taxa de atualização de baixa latência de 90 hz. As lentes são personalizadas para realidade virtual e devem trazer uma vantagem prática para a experiência de imersão.  Ele só possui uma câmera, o que significa que questões como profundidade de campo no cômodo em que você está podem ser limitadas.

Mais detalhes sobre o HDK 2 devem ser revelados nos próximos dias, ainda durante a E3 2016, já que o headset estará disponível por lá. Vale ressaltar que a Razer resolveu lançar o modelo sem o seu nome por acreditar que o próprio mercado de VR ainda não é mainstream o suficiente para envolver a marca.

O HDK 2 será lançado em julho por US$ 400 (cerca de R$ 1.370). O valor é US$ 200 mais barato que o Oculus Rift (sendo que os dois pedem um PC poderoso para funcionar), para efeitos de comparação.

Cupons de desconto TecMundo: