A maioria dos dispositivos Android Wear utiliza hoje o Snapdragon 400 como CPU e GPU. Contudo, esse chip foi originalmente pensado para smartphones e tablets de baixo custo. Agora, entretanto, a fabricante está preparando um produto pensado exclusivamente para esses aparelhos, o qual deve tornar os relógios inteligentes da próxima geração muito mais atraentes.

Estamos falando do Snapdragon Wear 2100, um chip 30% menor que o Snapdragon 400 e que consome 25% menos energia. Ele ainda conta com rádios WiFi e Bluetooth de baixo consumo de energia, assim como um modem LTE, o que deve melhorar a conectividade em todos os relógios que o utilizarem (tomara que venham com eSIM!).

A princípio, o desempenho do Wear 2100 não deve ser muito superior ao atual processador, mas, considerando que os relógios dessa geração já não sofrem tanto com lentidão, podemos dizer que essa condição não será um grande problema. Marcas como LG e outras já estão se preparando para incluir esse novo processador em todos os seus relógios da próxima geração, que devem ser lançados ainda em 2016.

Novos intermediários

Fora o Wear 2100, a Qualcomm ainda apresentou três novos chips para smartphones e tablets intermediários: os Snapdragon 625, 435 e 425. Os dois primeiros são octa-core e ambos possuem novos modems LTE que deve oferecer velocidades de download três vezes maiores que as atuais experimentadas em redes 4G. Claro que isso vai depender também das operadoras de celular, que são sempre mais lentas para disponibilizar tais avanços para os clientes.

O terceiro chip é o mais básico de todos, mas traz avanços em conectividade e economia de bateria para smartphones de entrada. Ainda não há expectativas para quando esses chips possam chegar ao mercado, mas acreditamos que até o fim deste ano certas marcas já os adotem em alguns modelos.

A Qualcomm ainda apresentou o modem X16 LTE, que deve acompanhar chips e smartphones de alto desempenho lançados futuramente. Ele seria capaz de conexões 4G de até 1 Gbps, o que ainda está longe de ser uma realidade em praticamente todo o mundo. O modem também poderia combinar até quatro conexões simultaneamente para melhorar a velocidade de download. Imagina a conta de celular!

O que você espera da próxima geração de relógios Android Wear? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: