A Qualcomm anunciou diversas promessas que devem se tornar realidade com a chegada do seu novo processador de sinal digital, o Hexagon 680. O DSP será parte do conjunto do processador Snapdragon 820 e já deve aparecer na próxima geração de smartphones.

Entre as melhorias anunciadas pela companhia, estão a duração maior da bateria – graças à maior eficiência no processamento de algumas tarefas que geralmente ocorrem no processador principal e que passarão a ser realizadas pelo DSP –, a maior qualidade na imagem de câmeras e um desempenho melhor da função de localização, mesmo em situações de pouca disponibilidade de sinal.

Quadro mostra o funcionamento do Hexagon 680 junto do Snapdragon 820

Funcionando como uma "ilha de baixo consumo" no chip de processamento, o DSP foi desenhado para efetuar certas tarefas de forma mais rápida e consumindo menos energia que o processador principal – essas atividades conduzidas pelo Hexagon geralmente são aquelas que estão sempre ativas no aparelho, como a recepção e o envio de dados para localização.

Além disso, o Hexagon 680 ajudará o Snapdragon 820 com a melhora no desempenho da câmera do smartphone, principalmente na parte de iluminação de imagens escuras. O processamento dessa tarefa específica é feito até três vezes mais rápido com o Hexagon e o Snapdragon, utilizando apenas 10% da energia disponível.

O Hexagon 680 permite uma melhora no desempenho de câmeras, principalmente na compensação de fotos escuras

A Qualcomm conclui dizendo que o DSP está se tornando a peça principal em uma ampla gama de novas experiências para o usuário.

Cupons de desconto TecMundo: