A publicidade online total no Brasil crescerá cerca de 4,54% em 2015, se comparado ao ano anterior, consolidando movimentações na casa dos R$ 6,8 bilhões. Este valor soma os investimentos em Display e Patrocínios, que poderá alcançar aproximadamente a marca de R$ 2,4 bilhões, e Search, que representará R$ 4,4 bilhões.

Os dados são da E-Consulting e os números mostram que as inovações no campo da propaganda online têm sido abundantes nos últimos anos. Entre os mercados, que mais investem em publicidade na web estão Convergência – Telecom, mídia e internet (23%), Bens de Consumo (18%), Financeiro (14%), Automobilístico (13%), Varejo e e-commerce (11%) e Turismo e Transporte Aéreo (7%).

Além dos números, a pesquisa, feita com principais agências de publicidade do país no período de março e abril, também detectou as cinco tendências que estão tanto no radar teórico, quanto no prático, da publicidade online.

A conclusão da E-Consulting após desenvolver o levantamento é que está cada vez mais difícil para anunciantes e agências gerenciar a miríade de plataformas, canais e conteúdos. Por conta disso, é de se esperar o surgimento de plataformas de gestão integrada de campanhas, criando iniciativas de integração e gestão similar às ferramentas observadas para a gestão de redes sociais.

Qualidade do acesso

A qualidade da publicidade online será determinada pela capacidade das agências e anunciantes em desenvolver estratégias de marketing que incluam os elementos digitais e online, pensando sempre nas que melhor se adéquam aos objetivos da campanha. A qualidade do acesso e do relacionamento com produtores de conteúdo será o elemento diferenciador para agências e anunciantes.

Outro fator a ser destacado é o desenvolvimento de iniciativas de publicidade com elementos sociais nas redes sociais, que tem sido benéfico para as campanhas de marketing, pois conteúdos relevantes e feeds sociais permitem a interação e o compartilhamento com outros usuários.

Os dias dos pop-ups e banners online dão lugar a anúncios digitais cada vez mais interativos e integrados à navegação. A razão disto é simples: anúncios que se integram visualmente às páginas têm maior eficácia.

Segundo Daniel Domeneghetti, autor da pesquisa e CEO da E-Consulting, não é surpresa o fato de que os orçamentos em publicidade estão se direcionando da mídia impressa para a mídia online, ao invés de se originarem dos orçamentos de TV. “A internet foi avaliada como um meio superior à TV e à mídia impressa, pois permitiria desenvolver campanhas mais eficazes e, ao mesmo tempo, racionalizar os investimentos em publicidade”, explica Domeneghetti.

Cupons de desconto TecMundo: