Todos nós sabíamos há algum tempo que o The Khronos Group (consórcio de empresas responsável pela criação e manutenção do OpenGL) estava trabalhando em uma nova geração de API gráfica que, de acordo com o próprio grupo, seria um “redesenho completo” daquilo que os desenvolvedores de jogos e a indústria de cinema utilizam atualmente para criar suas obras.

Ainda não temos informações concretas sobre as novidades que essa API milagrosa trará, mas tudo indica que essa situação está prestes a mudar em um futuro próximo. Conforme perceberam os atentos membros do fórum NeoGAF, a agenda da Game Developers Conference 2015 (evento que será organizado em São Francisco e abordará as novas tendências e tecnologias no mercado de desenvolvimento de jogos) foi atualizada recentemente, exibindo agora uma palestra bem interessante no dia 5 de março.

É nessa data que será feita uma coletiva com executivos da Eletronic Arts, Epic Games e Unity Technologies para apresentar o glNext, a tal nova API que deve substituir a OpenGL ao longo dos próximos anos. A apresentação ficará a cargo de ninguém menos do que John McDonald e Pierre-Loup Griffais, desenvolvedores da Valve, que por sinal é a empresa mais ativa dentro do consórcio Khronos. De acordo com a descrição da conferência, a apresentação da glNext contará com explicações técnicas da API e demonstrações ao vivo em drivers e hardwares preparados para tal.

O que vai mudar?

A primeira vez que ouvimos falar sobre o glNext foi em agosto de 2014, quando o grupo Khronos também lançou a edição 4.5 do OpenGL. Na ocasião, o consórcio convidou empresas interessadas a ajudar “em um projeto para definir um futuro padrão aberto de alta eficiência” para a área de computação gráfica.

Em um documento oficial, o Khronos explica que a necessidade de uma API redesenhada do zero origina das rápidas mudanças no cenário tecnológico mundial – hoje em dia temos muitas outras plataformas de entretenimento que podem fazer uso de uma API unificada, como wearables, dispositivos de realidade virtual, aparelhos móveis e assim por diante.

O consórcio avisa ainda que o glNext será redesenhado desde os princípios da API, mesmo que isso signifique quebrar a compatibilidade com o tradicional OpenGL: o objetivo é criar um padrão multiplataforma capaz de trabalhar igualmente nas arquiteturas de todas os hardwares modernos. A apresentação do glNext será fechada, mas é bem provável que informações detalhadas sobre a novidade vazem logo após a conferência.

Cupons de desconto TecMundo: