(Fonte da imagem: Reprodução/John Graham-Cumming)

Quem vê os programadores de empresas como o Facebook escrevendo códigos em máquinas modernas não sabe o quanto a vida deles é fácil em comparação com a de seus predecessores. Prova disso foi dada pelo programador John Graham-Cumming, que testemunhou a maneira como a indústria da tecnologia evoluiu nas últimas décadas sob um ângulo privilegiado.

Segundo ele, em 1985 não era incomum ter que escrever códigos complexos em folhas de papel devido às limitações das máquinas existentes na época. O exemplo exibido por Graham-Cumming é resultado do processo de configuração de uma máquina que colocava embalagens em garrafas, trabalho que levou uma boa quantidade de tempo para ser finalizado.

“Claro, escrever código assim é muito difícil. Você primeiro tinha que escrever o código (a parte azul), então transformá-lo na linguagem da máquina (a parte vermelha) e lidar com a alocação de memória para cada instrução. Naquele momento, eu não possuía uma calculadora capaz de fazer operações hexadecimais, então eu fiz a maioria das operações necessárias”, explica o programador.

O que mais surpreende não é o trabalho que ele teve, mas sim o fato de que hoje, relativamente pouco tempo depois, atitudes do tipo já não são mais necessárias — algo que serve como uma boa reflexão para quem pensa que a vida é difícil mesmo com todos os gadgets que permeiam nosso cotidiano.

Cupons de desconto TecMundo: