Apple lança kit caseiro para usuários consertarem o iPhone

1 min de leitura
Imagem de: Apple lança kit caseiro para usuários consertarem o iPhone
Imagem: Apple
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Apple anunciou nesta quarta-feira (17) o lançamento de um kit caseiro de reparos para iPhones. Com a novidade, consumidores poderão comprar conjuntos de peças e ferramentas para que eles mesmos façam o conserto de seus dispositivos, sem a necessidade de procurar uma assistência técnica credenciada e especializada.

O programa Self Service Repair começa a funcionar no início de 2022 nos Estados Unidos, com expansão planejada para outras localidades em uma data ainda não divulgada.

Até o momento, o valor dos kits também não foi detalhado pela empresa, mas os primeiros produtos disponibilizados envolvem o reparo de tela, bateria e câmera. Os primeiros modelos contemplados são o iPhone 12 e o iPhone 13, mas os Macs com chip M1 também entrarão no serviço logo depois.

Críticas constantes

O programa para consertos em casa é uma resposta da Apple às recentes críticas sobre a falta de reparabilidade dos produtos da marca.

No caso do iPhone mais recente, por exemplo, a troca de tela por uma terceirizada era "quase impossível" e resultava na inutilização do Face ID (reconhecimento facial) — até a marca mudar de ideia após as denúncias. Outra reportagem recente mostrou que a empresa chegava a orientar técnicos a fazer reparos com componentes mais caros e, em alguns casos, até desnecessários.

Cuidados com a garantia

Os mais de 200 itens que serão vendidos incluem peças e ferramentas que são utilizados pelo próprio serviço de manutenção da marca, além de manuais de instruções em texto.

O programa de manutenção começa em 2022 nos EUAO programa de manutenção começa em 2022 nos EUAFonte:  Apple 

Entretanto, a Apple reforça que as peças são destinadas para "técnicos individuais e com conhecimento e experiência para consertar dispositivos eletrônicos". Consumidores com receio de fazer o procedimento ainda devem procurar uma assistência certificada.

Segundo o site The Verge, a manutenção não elimina a garantia dos produtos, mas danos causados ao aparelho durante o procedimento não são cobertos pela companhia.