Amazon estaria trabalhando em geladeira inteligente que sugere pratos

1 min de leitura
Imagem de: Amazon estaria trabalhando em geladeira inteligente que sugere pratos
Imagem: Sundry Photography/Shutterstock
Avatar do autor

A Amazon estaria trabalhando em uma geladeira inteligente que pode escanear os alimentos da geladeira. O produto utilizaria a tecnologia da Amazon Go, as lojas físicas da empresa que não possuem trabalhadores no caixa e processam as compras por self-checkout.

A informação foi divulgada na última terça-feira (5) pelo site Business Insider. De acordo com as fontes do veículo, a geladeira tem um codinome interno de “Project Pulse”. O eletrodoméstico terá a ajuda de Inteligência Artificial para rastrear todos os produtos que estão armazenados e compilar os hábitos de compra do proprietário.

Com o rastreamento dos produtos, a geladeira conseguirá notificar os alimentos que estão acabando ou se eles estão chegando próximo da data de validade. Os produtos que estão faltando podem ser sugeridos para compra, inclusive.

Geladeira smart

Outra possibilidade trabalhada pelos engenheiros da Amazon é a sugestão de receitas. Com a informação de quais produtos estão sendo refrigerados, a geladeira poderá sugerir a confecção de pratos específicos levando em consideração parâmetros como a o fim da validade.

Fabricação

Apesar de estar projetando a geladeira inteligente, a Amazon não deve fabricar o produto. O Business Insider afirma que a gigante do comércio eletrônico está buscando um parceiro do setor de eletrodomésticos para levar o Project Pulse adiante.

Se o plano tiver continuidade, o artigo deve ser vendido com hardwares de câmera da Amazon e o software que está nas lojas Amazon Go. A assistente virtual Alexa não tem sido uma prioridade, de acordo com as fontes.

O trabalho no projeto está sendo realizado há pelo menos 2 anos e ainda não se sabe quando a peça será vendida. Existe a possibilidade, inclusive, que empresa mude os planos e desista da geladeira inteligente.

Amazon

Apesar de estar entrando cada vez mais no mercado de utilidades caseiras, tendo apresentado recentemente até mesmo um robô doméstico, a Amazon enxerga o alto custo do eletrodoméstico (por causa de toda a tecnologia envolvida) como uma possível barreira para a venda em grande quantidade.