Apple deve reduzir produção de MacBooks M1 devido à falta de chips

1 min de leitura
Imagem de: Apple deve reduzir produção de MacBooks M1 devido à falta de chips
Imagem: Martin Katler/Unsplash/Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

O número de MacBooks com processador Apple Silicon M1 será reduzido no 1º semestre de 2022. Em nota enviada para investidores da companhia, o analista Kuo Ming-Chi, especialista nos movimentos da companhia de Cupertino, cita que o corte nas remessas será de cerca de 15%.

O especialista atribui a redução à escassez de componentes e a diminuição da demanda doméstica na “era pós-Covid-19”. Além disso, a fabricante planeja o lançamento de um MacBook Air redesenhado para o 3º trimestre de 2022.

Apple enfrenta a falta de circuitos integrados para gerenciamento de energia.Apple enfrenta a falta de circuitos integrados para gerenciamento de energia.Fonte:  StockSnap/Reprodução 

Segundo Kuo, a escassez de componentes está relacionada à constante falta de circuitos integrados de gerenciamento de energia. Os prazos de entrega dessas peças se estendem atualmente por 52 semanas – equivalente a um ano.

Embora a falta de componentes deva atingir outras fabricantes, isso coincide com a expansão da capacidade da Unimicron – único fornecedor do substrato de silício da Apple. Assim, a empresa taiwanesa deve assegurar os pedidos de materiais de outras marcas.

O corte da remessa de MacBooks também está ligado à redução da demanda na “era pós-Covid-19” nos EUA. O analista diz que o número de pessoas em home office está diminuindo, enquanto o poder de compra está caindo devido à inflação.

Novos MacBook Pro podem ser lançados ainda em 2021.Novos MacBook Pro podem ser lançados ainda em 2021.Fonte:  Rubén Menárguez/Unsplash/Reprodução 

Novos MacBooks a caminho

Conforme informa o analista, o Macbook Air com a nova geração do processador M1 entrará em produção em massa no 3º trimestre de 2022. Assim, o 2º semestre do próximo ano será um período de transição e impactará nos pedidos do notebook.

O especialista também cita que a Apple deve lançar modelos redesenhados do MacBook Pro, com 14 e 16 polegadas, antes do final deste ano. O anúncio dos produtos deve ocorrer em um evento virtual em outubro ou novembro.

Complementando a informação, a última versão beta do macOS Monterey cita duas resoluções de tela integradas. Provavelmente, as informações correspondem aos novos MacBook Pro com displays de retina.