Apple Watch poderá ter monitoramento de pressão, glicose e sono

1 min de leitura
Imagem de: Apple Watch poderá ter monitoramento de pressão, glicose e sono
Imagem: 9to5Mac/Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Um relatório publicado no Wall Street Journal (WSJ) nesta quarta-feira (1º) afirma que os sensores de saúde continuam no centro das atenções do Apple Watch. Entre as novidades que podem ser incluídas no wearable estão o monitoramento de pressão arterial, rastreamento de sono e medição de glicose no sangue e de temperatura corporal.

Apesar da expectativa em torno de novos recursos, o Apple Watch Series 7 ainda não terá essas funcionalidades. O dispositivo, que enfrenta atrasos de produção e deve ser lançado até o final de setembro, está focado em um novo design semelhante ao iPhone e um processador mais rápido.

Sensores de saúde no Apple Watch

Apple quer ampliar os recursos de saúde disponíveis em seu relógio inteligente. (Fonte: Apple/Reprodução)Apple quer ampliar os recursos de saúde disponíveis em seu relógio inteligente. (Fonte: Apple/Reprodução)Fonte:  Apple/Reprodução 

Para o Apple Watch Series 8, a companhia investe em sensores capazes de detectar padrões avançados de sono, como apneia. Essa função melhoraria a competitividade do dispositivo para enfrentar a concorrência dos vestíveis mais recentes de empresas, como a Fitbit. No entanto, o relógio inteligente da Big Tech pode ser limitado por conta da vida útil da bateria.

A Apple também pretende incluir um recurso no relógio para detectar diabetes, diz o relatório. A empresa diz estar “lutando” com esse processo, no entanto, e não fez muito progresso nos esforços nos últimos anos.

Em 2022, o Apple Watch Series 8 pode oferecer suporte para medir a temperatura de uma pessoa, mas necessitaria da instalação de um novo sensor. O dispositivo poderia ser utilizado, inclusive, para identificação de período fértil, dando indícios às mulheres sobre seu ciclo de ovulação.

Aprovação de atualização de funções existentes

Apple quer aprovação do FDA para ampliar uso de sensores já existentes em seu smartwatch. (Fonte: Apple/Reprodução)Apple quer aprovação do FDA para ampliar uso de sensores já existentes em seu smartwatch. (Fonte: Apple/Reprodução)Fonte:  Apple/Reprodução 

O WSJ relata também que a Apple está pressionando a Food and Drug Administration (FDA) para a aprovação de atualização de sensores já disponíveis no relógio inteligente.

Uma dessas atualizações permitiria que pessoas diagnosticadas com o ritmo cardíaco irregular, conhecido como fibrilação atrial (AFib), usassem o recurso do relógio para rastrear essa condição. Outra função nova faria com que o dispositivo emitisse um alerta aos usuários em caso de queda do nível de oxigênio.

Atualmente, o sensor de oxigênio no sangue fornece uma leitura, mas não alerta os usuários, e o recurso AFib só pode ser usado por pessoas que dizem não ter essa condição.

Fontes