Facebook lança serviço de games na nuvem por web app no iOS

1 min de leitura
Imagem de: Facebook lança serviço de games na nuvem por web app no iOS
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

O Facebook finalmente lançou a sua plataforma de jogos transmitidos a partir da nuvem em iPhones e iPads. Entretanto, por causa de regras da App Store, o formato não é nada convencional e está longe de agradar a companhia.

O serviço Facebook Gaming foi lançado como um web app, ou seja, uma ferramenta que é aberta pelo navegador — a única forma que o fez ser aprovado pela rival. Ele até pode ter um atalho adicionado à tela inicial para facilitar a abertura, mas não pode ser encontrado normalmente na loja digital do iOS e iPadOS, por exemplo.

Os títulos disponíveis são na maioria jogos simples e sociais desenvolvidos em HTML5, usando ainda o Facebook Pay para agilizar as microtransações. Você pode acessar a loja por este link.

Guerra intensa

Com um sistema mais fechado que o Android, as regras da App Store determinam que nenhuma empresa pode oferecer uma loja de apps terceirizada, mesmo que seja uma seleção de jogos. Isso só é permitido para a própria Maçã, que tem o sistema por assinatura Apple Arcade, por exemplo.

O app do Facebook já foi recusado algumas vezes ao longo dos últimos anos, gerando ainda mais atritos entre os dois lados. As companhias atualmente também brigam pelos mecanismos de privacidade adicionados no iOS 14.5.

O que diz o Facebook

Ainda segundo o executivo, os bloqueios impedem pessoas de descobrir novos jogos, rodá-los otimizados por serem nativos e até jogar com quem usa outro sistema operacional.

"Nós chegamos às mesmas conclusões que outros: os web apps são a única forma de transmitir jogos pela nuvem no iOS neste momento. Como muitos já apontaram, a política da Apple de permitir jogos na nuvem pela App Store não permite tanto assim. Os requisitos de que cada game tenha a sua própria página, passe por análise e apareça em sistemas de busca acaba com o propósito de jogos na nuvem", disse o vice-presidente da divisão de games do Facebook, Vivek Sharma, ao site The Verge.