O que é Gorilla Glass, material usado em eletrônicos

2 min de leitura
Imagem de: O que é Gorilla Glass, material usado em eletrônicos
Imagem: Corning
Avatar do autor

Se você já derrubou o seu smartphone no chão ou arranhou a tela sem querer ao colocar o aparelho no bolso, acredite: o resultado poderia ser pior. Isso porque diversos modelos nos últimos anos possuem um componente adicional de resistência no display que garante alguma resistência ao painel.

É a Gorilla Glass, um vidro especial que é uma das camadas da tela de dispositivos móveis, e está sempre presente em especificações técnicas de alguns eletrônicos. Apesar de já bastante eficiente, ela é aprimorada a cada nova geração, ampliando a resistência de telas contra eventuais acidentes.

Mas você sabe exatamente o que é esse recurso? Para isso, é preciso voltar um pouco para as origens e a produção dessa tecnologia.

Fabricando um vidro novo

O processo de desenvolvimento do vidro da Corning envolve um fortalecimento a partir da troca de elementos químicos em sua composição — uma tecnologia proprietária da Corning.

A etapa mais importante é quando o vidro de aluminossilicato é temperado, o que permite a ele realizar uma troca de íons. O vidro é mergulhado em uma solução de 400ºC que inclui sais de potássio.

Nesse momento, os íons de potássio deslocam e tomam o lugar de íons de sódio. Esses novos íons são maiores, o que significa que eles ocupam um espaço adicional e reduzem os "espaços vazios" do acessório.

Alguns dos testes realizados pela CorningAlguns dos testes realizados pela CorningFonte:  Corning 

Além disso, ele passa por diversos testes em laboratório para simular condições cotidianas. Tudo isso é realizado sem qualquer contato com mãos humanas, para evitar o contato com outras substâncias ou impurezas.

É por causa disso que o Gorilla Glass é um "supervidro" que não é indestrutível, mas reduz danos significativamente. E, além da resistência, tanto contra acidentes quanto no simples uso intenso do display ao longo do dia, o vidro também permite melhor recepção de sinal e até carregamento sem fio melhorado, dependendo da geração utilizada.

A força do gorila

A Corning desenvolveu a primeira edição do Gorilla Glass em poucos meses para apresentá-la ao mundo em 2007, tendo a geração inicial do iPhone como carro-chefe. Quatro anos depois, ela já estava em celulares de mais de 30 fabricantes, em 400 milhões de dispositivos vendidos.

A segunda geração, de 2012, já mostrava evoluções: era 20% mais fina, sem perder a resistência original.

A geração Victus é a mais poderosa até agora.A geração Victus é a mais poderosa até agora.Fonte:  Corning 

Já a mais recente geração é a Gorilla Glass Victus, um vidro testado para suportar quedas de até 2 metros de altura e ser quatro vezes mais resistente contra arranhões do que modelos parecidos.

Ao longo do tempo, a Corning expandiu o segmento para outros aparelhos. O Gorilla Glass DX traz resistência contra arranhões para dispositivos vestíveis, como smartwatches. Já gerações mais recentes, como a Gorilla Glass 3, podem ser aplicadas em aparelhos de maior dimensão — como o Lenovo Yoga C930, um híbrido entre tablet e notebook.

A nova promessa é um material ainda mais revolucionário: um vidro altamente resistente para smartphones dobráveis. Ele ainda não foi apresentado, mas o histórico da Corning indica que logo será uma realidade.

Fontes

O que é Gorilla Glass, material usado em eletrônicos