Microsoft lança processador que torna mais difícil hackear PCs

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft lança processador que torna mais difícil hackear PCs
Imagem: Microsoft
Avatar do autor

A Microsoft anunciou nesta terça-feira (17), em conjunto com a AMD, Intel e Qualcomm, o lançamento de um novo produto: o processador de segurança Microsoft Pluton, que representa uma “visão compartilhada para o futuro dos PCs com Windows”, pois a tecnologia trará a segurança embutida no próprio núcleo.

Segundo o anúncio feito no blog da empresa, a visão da Microsoft para o futuro dos PC’s com Windows é que a segurança fique no próprio núcleo, embutida na CPU, de forma que haja uma integração entre hardware e software que unifique a proteção “projetada para eliminar vetores inteiros de ataque”, afirmou o diretor de Segurança Corporativa e Sistema Operacional David Weston.

De acordo com o executivo, o novo Microsoft Pluton foi projetado para repelir ataques físicos; evitar o roubo de credenciais e chaves de criptografia; fornecer facilmente controles de hardware e software; realizar verificações de integridade do sistema; e fazer as atualizações de firmware via nuvem através do Windows Update.

Fonte: Microsoft/DivulgaçãoFonte: Microsoft/DivulgaçãoFonte:  Microsoft 

TPM, o coração da segurança

Weston também explicou que o coração da segurança do sistema operacional na maioria dos PCs encontra-se num chip separado da CPU, chamado Trusted Platform Module (TPM). O TPM é um hardware utilizado para armazenar, com segurança, chaves e medições que verificam a integridade do sistema.

Embora os TPM’s contem com suporte no Windows, pois garantem tecnologias críticas como o Windows Hello e o BitLocker, os invasores já desenvolveram uma forma de atacá-lo, principalmente quando conseguem o acesso físico da máquina. Nesses casos, eles miram o canal de comunicação existente entre a CPU e o TPM, geralmente uma interface de barramento.

O design do Pluton elimina justamente essa possibilidade de ataque, criando a segurança diretamente na CPU. Com isso, os PC’s com Windows que utilizarem a arquitetura do novo processador emularão um TPM que funcionará exatamente com as especificações e interfaces de TPM existentes.

Imagem: Microsoft 365
Imagem: Tecmundo Recomenda

Microsoft 365

O Office 365 agora é Microsoft 365! O pacote ainda inclui os principais programas, como Excel e Power Point e também Outlook, OneDrive com armazenamento na nuvem de 1 TB e muito mais.

Microsoft lança processador que torna mais difícil hackear PCs