Xiaomi Mi Band 5 pode ter oxímetro e Alexa

1 min de leitura
Imagem de: Xiaomi Mi Band 5 pode ter oxímetro e Alexa
Avatar do autor

O lançamento da próxima versão da popular Mi Band, pulseira inteligente da Xiaomi, está se aproximando. Com isto, os rumores seguem aumentando: agora, é especulado que a 'Mi Band 5' traga entre os recursos um monitorador de saturação de oxigênio no sangue (SpO2).

O mesmo recurso é encontrado em dispositivos como Apple Watch Series 5 ou Huawei Watch GT2. Além dele, o rumor também aponta que o dispositivo trará outros recursos de saúde, como o rastreamento de ciclo menstrual.

A informação, revelada pelo site TizenHelp, cita ainda que a pulseira trará suporte da inteligência artificial (IA) da assistente Alexa, da Amazon. Outro ponto destacado é que a versão global do modelo deverá trazer os mesmos recursos do modelo chinês.

Anteriormente, as versões da Mi Band só disponibilizavam o assistente Xiao AI para falantes da língua chinesa, o que faz sentido. Com a Alexa, que já tem distribuição global – e já fala muito bem português –, a Mi Band 5 pode expandir esse uso.

Não ficou muito claro neste momento, mas a versão global da Mi Band 5 não deverá trazer suporte à tecnologia NFC. O número de modelo da versão global seria 'XMSH11HM', enquanto a chinesa teria o número de modelo 'XMSH10HM'.

Outra funcionalidade revelada é a função 'Personal Activity Intelligence' (PAI), que reúne dados de frequência cardíaca para gerar uma pontuação pessoal. Assim, o usuário consegue gerar rotinas mais saudáveis com base em sua atividade diária.

Seguindo o calendário de lançamento, a Mi Band 5 deverá chegar ao mercado chinês em junho. A versão global da pulseira inteligente, porém, deve chegar posteriormente. É esperado que ela tenha uma tela de 1,2 polegadas com bordas finas – a atual Mi Band 4 possui tela de 0,95".

Xiaomi Mi Band 5 pode ter oxímetro e Alexa