Redmi Band: nova pulseira da Xiaomi promete 14 dias de bateria

1 min de leitura
Imagem de: Redmi Band: nova pulseira da Xiaomi promete 14 dias de bateria
Imagem: Redmi
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Redmi, subsidiária independente da Xiaomi, apresentou nesta sexta-feira (03) uma nova pulseira inteligente de baixo custo. O anúncio faz parte do Mi Fan Festival 2020, em que 22 novos produtos foram anunciados pela fabricante chinesa e suas submarcas.

A Redmi Band é uma variação mais simples da Mi Band — sendo que uma nova geração dela era esperada pelo público depois alguns teasers. Mas ela traz todas as funções básicas desse wearable, incluindo sensores como monitoramento de sono, controle de passos com alerta de sedentarismo e sensor infravermelho que checa a atividade cardíaca.

Por outro lado, há o outro lado de ser barata até demais: não há tecnologia NFC para certos recursos, como pagamentos por aproximação.

As variações de cor da Redmi BandAs variações de cor da Redmi BandFonte:  Redmi 

A tela colorida tem 1,08" e a bateria dura até 14 dias de uso, segundo a fabricante. Além disso, você pode fazer o carregamento via USB, direto pelo corpo do aparelho. Ao todo, são quatro variantes de cores para a pulseira (laranja, verde, azul e preto) e 70 interfaces escolhidas pelo usuário.

Disponibilidade

A Redmi Band será vendida a partir de 9 de abril de 2020 por meio de financiamento coletivo por 95 yuan — cerca de R$ 68 em conversão direta de moeda. Quando chegar ao varejo, ela passa a custar 99 yuan (aproximadamente R$ 84). Por enquanto, o modelo será exclusivo do mercado chinês.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Redmi Band: nova pulseira da Xiaomi promete 14 dias de bateria