NVIDIA apresenta as RTX 2060, 2070 e 2080 SUPER com arquitetura Turing

3 min de leitura
Imagem de: NVIDIA apresenta as RTX 2060, 2070 e 2080 SUPER com arquitetura Turing
Avatar do autor

Atentas à concorrência, a NVIDIA finalmente revelou as novas placas de arquitetura Turing da família RTX, as GeForce RTX 2060 SUPER, 2070 SUPER e 2080 SUPER. Especialmente projetadas para bater de frente em preço e desempenho com as GPUs AMD de 7 nm — incluindo a top de linha Radeon VII.

O upgrade, justificado pela fabricante como um balanceamento de performance entre as placas da linha, foi uma reação direta à postura da AMD em atender o consumidor de placas intermediárias e high-end. A única mudança visual, no entanto, é a mudança da placa frontal, agora espelhada e com termo SUPER.

GeForce RTX 2060 SUPER

A GeForce RTX 2060 SUPER é a que mais sustenta a conclusão, visto que trará 8 GB de memória e aumentará a frequência base para 1470 MHz, com interface de memória de 256 — bit. Ademais, o novo chip traria 2176 núcleos CUDA, 272 núcleos tensores, 32 núcleos RT e 175W de TDP. Já sobre performance, a placa chega aos mesmos 7.5 TFlops que a RTX 2070 “não SUPER”.

(Fonte: Nvidia/Divulgação)

Dentre os três novos modelos, a RTX 2060 SUPER é a única com aumento da faixa de preço. Agora saindo por US$399, a placa se encontra mais cara que a Radeon RX 5700 da AMD (US$379); mas por oferecer o mesmo poder de fogo que a sua irmã mais parruda RTX 2070, significa a economia de 100 dólares.

GeForce RTX 2070 SUPER

(Fonte: Nvidia/Divulgação)

Quando lançada, a GeForce RTX 2070 não recebeu muita atenção do público. A sua versão SUPER pretende destacá-la na linha Turing e ainda superar a recém anunciada RX 5700 XT. Confirmando rumores anteriores, as especificações são: 2560 núcleos CUDA, 320 núcleos tensores e 40 RT cores — tudo incluído no mesmo chip da RTX 2080 “não SUPER”, TU104 —; 1605 MHz de frequência base e 1770 MHz em boost.

Por outro lado, a atualização exige um conector de 8 + 6 pinos, suficiente para alimentar os 215W de TDP — 30W mais que a versão Founders anterior. Chegará às prateleiras por US$ 499.

GeForce RTX 2080 SUPER

O upgrade mais discreto ficou para a RTX 2080 SUPER, agora com 3072 núcleos CUDA, frequência base de 1650 MHz (1815 MHz com boost). Neste caso, a Nvidia compara a performance da nova GPU com a conhecida — e poderosa — Titan XP, superior também a GTX 1080 Ti, antes comparada diretamente com a RTX 2080 “não SUPER”. O TDP também aumentou, indo para 250W na atualização.

(Fonte: Nvidia/Divulgação)

Neste modelo não há mudança de preço, custando exatamente o que a GeForce RTX 2080 padrão custou no lançamento: US$ 699.

  • GeForce RTX 2060 SUPER: GPU TU106-410; 2176 núcleos CUDA; 136 TMUs; 64 ROPs; 4 MB cache L2; clock base de 1470 MHz (1650 MHz com boost); 8 GB de VRAM GDDR6; interface de memória de 256-bit; TDP de 175W; US$ 399.
  • GeForce RTX 2070 SUPER: GPU TU104-410; 2560 núcleos CUDA; 184 TMUs; 64 ROPs; 4 MB cache L2; clock base de 1605 MHz (1770 MHz em boost); 8 GB de VRAM GDDR6; interface de memória 256-bit; TDP de 215W; US$ 499.
  • GeForce RTX 2080 SUPER: GPU TU104-450; 3072 núcleos CUDA; 192 TMUs; 64 ROPs; 4 MB cache L2; clock base de 1650 MHz (1815 MHz em boost); 8 GB de VRAM GDDR6; interface de memória de 256-bit; TDP de 250W.

Grande expectativa

Como já era de se esperar, muitos motores gráficos já estão adotando a Ray Tracing como recurso opcional em seus games. Demonstrações como Quake RTX devem surgir mais vezes e outros títulos como Cyberpunk 2077, Wolfenstein Youngblood e Watch Dogs Legion já confirmaram que terão Ray Tracing no menu de configurações de gráficos.

De modo geral, a Nvidia afirma que a Vulkan e a Unity também já estão trabalhando com a nova tecnologia, além das já conhecidas parceiras Frostbite, Unreal Engine e Microsoft DirectX.

A GeForce RTX 2060 SUPER e RTX 2070 SUPER tem lançamento especulado para dia 9 de julho; diferente da RTX 2080 SUPER, que chegará um pouco mais tarde, dia 23 de julho. A partir do lançamento dos novos modelos, as RTX 2070 e RTX 2080 "não SUPER" serão substituídas pelas suas versões atualizadas, o que pode significar uma mudança nos preços das placas já em estoque.

E aí? Acha que a Nvidia ganha nessa briga? Vale lembrar que a AMD também vêm chegando com preços competitivos e placas poderosas com sua linha Radeon RX 5000.

Gosta de hardware? Assista também a apresentação bacaníssima das novas GPUs Nvidia feita por Fábio Jordan, do The Hardware Show!

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
NVIDIA apresenta as RTX 2060, 2070 e 2080 SUPER com arquitetura Turing