AMD mostra novas Radeon RX 5000 na Computex — mas sem Ray Tracing

1 min de leitura
Imagem de: AMD mostra novas Radeon RX 5000 na Computex — mas sem Ray Tracing
Avatar do autor

AMD abriu a Computex 2019 com novidades em suas duas principais linhas. Além do inédito processador de 12 núcleos e 24 threads, Ryzen 9 3900X, para o segmento mainstream, a fabricante liderada por Lisa Su apresentou sua linha de GPUs com arquitetura Navi, a Radeon RX 5000, mas ainda existem incertezas.

Apesar da semelhança no hardware, a arquitetura presente na nova linha Radeon foi nomeada "RDNA". A Radeon RX 5700, primeira GPU apresentada, superou a performance da GeForce RTX 2070 durante o anúncio; por outro lado, não temos as especificações detalhadas do dispositivo, apenas informações superficiais sobre a melhoria de desempenho por núcleo (25%) e que será equipada com memória VRAM GDDR6.

E Ray Tracing?

Em vídeo, Lisa Su demonstra a superioridade da Radeon RX 5700 em benchmark do jogo Strange Brigade, lançado no ano passado; mas, para a surpresa de todos, não houve nenhuma demonstração com renderização Ray Tracing. Questionada durante uma mesa redonda com repórteres, Lisa Su esclareceu: "Nós vemos Ray Tracing como um elemento muito importante no portfólio, então o teremos em outros lugares".

"A adoção [de Ray Tracing] em games é importante e todos nós concordamos que ainda é muito cedo, mas ainda é uma tecnologia importante", disse Scott Herkelman, líder da Radeon Gaming, em outro diálogo. Por fim, Scott revelou ter mais surpresas guardadas para a E3, que acontecerá em Los Angeles no começo de junho.

Embora um deleite para os olhos, Ray Tracing ainda precisa se consolidar para cair no gosto do consumidor e desenvolvedor. Aparentemente, a AMD reconhece os desafios da adoção da nova tecnologia e caminha devagar para trazê-la oficialmente para seus dispositivos.

Resta aguardarmos a apresentação da AMD na E3. Será que finalmente veremos Ray Tracing?

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
AMD mostra novas Radeon RX 5000 na Computex — mas sem Ray Tracing