Vivo anuncia conceito de smartphone 'liso' sem ports e botões físicos

2 min de leitura
Imagem de: Vivo anuncia conceito de smartphone 'liso' sem ports e botões físicos
Avatar do autor

A temporada é de renovação nas propostas de smartphones para trazer alguma característica que realmente chame mais a atenção do consumidor do que apenas o aumento de quantidade e qualidade de câmeras. Além da chegada dos smartphones dobráveis, vemos uma mudança de design que elimina os ports e botões físicos em prol de telas amplas e um corpo mais consistente.

Meizu anunciou ontem seu “telefone monolito” Meizu Zero, que elimina todas as entradas para conectores e traz um carregador poderoso. A Vivo, que no ano passado já vinha tentando quebrar o protocolo com câmeras retráteis, confirmou nesta quinta-feira (24) o produto anteriormente chamado de “The Waterdrop”.

Assim como o Meizu Zero, o conceito minimalista evita interrupções no desenho do dispositivo e o Apex 2019 traz quase nenhum port — “quase” porque ainda possui um pequeno microfone posicionado logo abaixo do display e um MagPort para bateria e transferência de dados na traseira. De resto, a acessibilidade é toda digital. Uma das novidades é a leitura biométrica, que pode ser feita em todo o painel — ou seja, você poderá desbloqueá-lo pressionando em qualquer parte da tela,  por meio de sensores ópticos (e não o rastreamento ultrassônico da Qualcomm). 

Para aumentar ou diminuir o volume, a Vivo usa uma solução parecida com a o HTC EdgeSense, com armação lateral de metal capacitiva. Aqui o chamado Touch Sense identifica a pressão e localiza onde exatamente o contato está sendo acionado. Com isso, a parte de trás do Apex 2019 é sua única região não sensível ao toque.

O conceito “Waterdrop”

O Apex 2019 é basedo em detectores cósmicos do livro chinês “O Problema dos Três Corpos”, com as pontas arredondadas em todo o corpo de vidro, batizado de “Super Unibody”. O aparelho só não é feito inteiramente em uma peça única exterior porque há um encaixe para o painel, chamado de “Curved-Surface Waterdrop Glass”.

Embora seja elegante, ainda não dá para dizer ao certo como essa composição vai sobreviver a uma queda. A ausência de fendas ou mais junções, contudo, favorece a resistência à água e poeira. Não há, por enquanto, e especificações sobre isso, mas nota-se que deva ser parte importante da divulgação do produto.

Novidade deve ser apresentada durante o MWC 2019, no mês que vem, em Barcelona

O processador é o Snapdragon 855 e ele vem com 12 GB de memória RAM, com 256 GB de armazenamento interno. O Apex 2019 será o primeiro smartphone da Vivo preparado para o 5G, com o modem X50 da Qualcomm — a chinesa até mesmo disse estar utilizando uma nova técnica para promover mais espaço em sua placa-mãe e receber os componentes da quinta geração de internet móvel sem comprometer o design.

Sobre as câmeras, há duas traseiras, ainda sem especificações, e, curiosamente, não há sinal de sensor para selfies. Com relação a reprodução de som, ainda não há detalhes, mas pode ser que seja transmitido pelo display OLED (não confirmado também). E sem o SIM card tradicional, o Apex 2019 deve usar o eSIM. Como dito acima, a alimentação é feita por MagPort e não há dados sobre capacidade da bateria.

Bem, como dá para notar, é um dispositivo interessante, mas cercado de dúvidas — e por isso vem sendo chamado pela empresa de Apex 2019 Concept Phone. Ele vai estar no Mobile World Congress, em Barcelona, no final de fevereiro, e estaremos por lá para ver de perto essa novidade.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Vivo anuncia conceito de smartphone 'liso' sem ports e botões físicos