No último dia 20, antes mesmo da Gamescom (Colônia, Alemanha), a NVIDIA lançou suas novas placas de vídeo, que chegam com um novo nome: GeForce RTX.

Esta série de GPUs para gamers chega para substituir a linha GTX e conta com diversos aprimoramentos baseados na arquitetura Turing, entre os quais se destacam o real-time ray tracing (efetuado pelos núcleos RT Cores), a inteligência artificial melhorada (processada pelos novos Tensor Cores) e o sistema de sombreamento avançado (que utiliza o novo padrão de memória de vídeo GDDR6).

Logo após o evento, a NVIDIA exibiu alguns resultados de testes de performance comparativos entre a RTX 2080 e a GTX 1080, para convidados. Entre eles estava o nosso Mago dos Hardwares, Fábio Jordan, o apresentador do The Hardware Show.

De acordo com a companhia e o gráfico apresentado, a RTX 2080 pode ter até quase 2 vezes o poder de processamento da GTX 1080. É importante ressaltar que os testes foram realizados com o HDR ativado, servindo como resposta às últimas críticas publicadas na internet sobre a geração anterior, que parece sofrer bem mais os efeitos dessa função que as GPUs AMD Radeon.

Como é possível verificar na imagem, os maiores ganhos em desempenho ocorrem nos jogos que exploram a tecnologia DLSS (Deep Learning Super Sampling), que funciona a partir dos Tensor Cores.

Ela é baseada em inteligência artificial, capaz de executar aprendizagem profunda de técnicas de renderização, resultando em objetos com bordas mais nítidas e suaves dentro do jogo. Sendo assim, podemos presumir que os games preparados para essa tenologia não vão precisar aplicar antigos filtros anti-aliasing, que são menos eficientes.

O impossível agora é possível...

Se a GTX 1080 não conseguia rodar 4K mantendo os 60 FPS, agora a NVIDIA evidencia a capacidade computacional da RTX 2080. Nos títulos mostrados, ela não apenas é dá conta desse perfil de configuração, como também o faz com o HDR habilitado.

Outros pontos a serem observados:

  • Trata-se do modelo de referência, que geralmente entrega menos performance que os customizados pelas empresas parceiras;
  • Além da RTX 2080, há a topo de linha (RTX 2080 Ti), que a NVIDIA afirma ser capaz de rodar jogos até mesmo em 8K a 60 FPS, usando uma conexão DisplayPort 1.4a;
  • Estamos falando de uma tecnologia recém-lançada; drivers mais maduros podem vir a oferecer ainda mais desempenho.

A qualquer momento, mais informações podem surgir diretamente da Alemanha. Fiquem ligados!