A alimentação de dispositivos feita com cabos e entradas USB-C tem sido amplamente utilizada atualmente, principalmente nos chamados “super carregadores” e aparelhos recentes. Até mesmo os produtos da Apple, que costumam ser compatíveis somente com os da sua casta, têm aceitado fontes, carregadores e baterias com essa conexão, seja por adaptador ou conversores para o padrão Lightning. Porém, isso pode mudar muito em breve.

De acordo com informações da página Macotakara, flagrada pelo Canaltech, a Maçã estaria trabalhando em uma medida restritiva. Os iPhones lançados a partir desta temporada só devem funcionar com produtos que tenham a certificação C-AUTH, concedida pelo órgão que regulamenta globalmente esse setor, o USB Implementers Forum.

E pode sobrar também para todos os outros produtos da Gigante da Cupertino. Com a mudança, a recarga rápida de até 18 Watts dos itens sem a autenticação seria limitada a um teto de 2,5 Watts. Ou seja, a ideia da Apple seria transformar um “super carregador” em um carregador qualquer, fazendo com que não valha a pena usar um item incompatível ou pirata.

Ainda não há confirmação da empresa, mas como vêm aí um novo carregador com entrada USB-C e o tapete de recarga sem fio AirPower, pode ser que tenhamos novidades a respeito do assunto muito em breve.

Cupons de desconto TecMundo: