Se você já teve que atravessar um aeroporto enorme correndo com suas malas de um lado para o outro, já teve ter se perguntado por que nós ainda precisamos fazer isso, com tanta tecnologia disponível por aí.

Pode ser que isso mude muito em breve com uma invenção que vem sendo desenvolvida pela KLM Royal Dutch Airways e que já está em fase de teste.

Um caminhão de tecnologia foi aplicado no desenvolvimento desse simpático carrinho, o Care-E, criado pela empresa para carregar as bagagens dos passageiros da companhia aérea e conduzi-los até seu devido portão correto, depois de ler o código de barras ou QR Code do cartão de embarque.

Pode parecer simples, mas o desenvolvimento desse equipamento demandou uma série de técnicas da robótica. Um sensor LiDAR, 8 fitas métricas ultrassônicas, câmeras RGB são algumas das tecnologias fazem parte da composição do robozinho.

Tudo isso porque a KLM está realmente determinada a fazer o Care-E funcionar. A ideia é que ele não esbarre em ninguém no caminho e que seja interligado ao sistema do aeroporto, para que possa identificar quando forem feitas mudanças de última hora no voo do passageiro - como, por exemplo, aquelas trocas de portão de embarque de última hora, que são mais frequentes do que a gente gostaria.

Se a tecnologia for implantada, o Care-E vai ser configurado para acompanhar o passageiro durante todo o tempo, inclusive nas compras nas lojas como a Duty-Free, e para aguardar se você precisar usar o banheiro. E tudo isso interagindo com as pessoas e fazendo caras e bocas.

Saberemos se vai funcionar em breve, já que em julho e agosto o simpático robozinho será testado nos aeroportos de Nova York e São Francisco, nos Estados Unidos.