A Microsoft confirmou nesta semana que pretende transformar o Windows 10 S — uma versão light apenas com os recursos básico, o que simplifica a acessibilidade e aumenta a segurança — em um modo e não um software independente. Ainda assim, ficaram dúvidas sobre como seria sua presença ao lado dos pacotes Home, Pro e Enterprise. O vice-presidente corporativo, Joe Belfiore, que já havia adiantado essa novidade no Twitter, desta vez usou o blog oficial para responder às questões.

O modo Windows 10 S poderá ser ativado dentro de todas as edições e se ele vier nativo o upgrade para seu produto inicial — Home, Pro ou Enterprise — será gratuito

Belfiore destacou que o feedback dos clientes e parceiros foi fundamental. Os usuários gostaram do aumento de segurança (o Windows 10 S só permite aplicativos da Windows Store), tempo de inicialização mais rápido, maior vida útil da bateria e desempenho consistente ao longo do uso. Ele justificou que isso tudo, além da confusão causada pela nomenclatura, levaram a companhia a então embutir o software compacto em todos os conjuntos do Windows 10.

“Com base nesse feedback, estamos simplificando a experiência para nossos clientes. Começando com a próxima atualização para o Windows 10, em breve, vocês poderão optar por comprar um novo PC Windows 10 Home ou Windows 10 Pro com o modo S habilitado e os clientes comerciais poderão implantar o Windows 10 Enterprise com o modo S habilitado.”

Ou seja, a ativação do Windows 10 S vai depender dos vendedores e fabricantes, que podem selecionar um sistema mais ágil para aparelhos de entrada ou de uso limitado — com a possibilidade de upgrade gratuito para Home, Pro e Enterprise, que seriam os produto originais dos dispositivos. A atualização para todas as plataformas deve acontecer no ano que vem.

Cupons de desconto TecMundo: