Por mais incrível que pareça, isso — ainda — não está acontecendo no Brasil. De acordo com pesquisa da Independent, motoristas da Uber nos Estados Unidos e no Reino estão burlando os algoritmos do aplicativo para criar tarifas dinâmicas artificiais e ganhar mais dinheiro.

A tarifa dinâmica aparece na Uber em locais com muita demanda de passageiros e pouco motoristas. Dessa maneira, a Uber aumenta o valor da corrida para os motoristas irem até o local, receberem mais dinheiro e atenderem essa demanda.

Normalmente, a Uber coloca a tarifa dinâmica em horários de pico, quando a demanda está bem alta

Para tirar essa grana extra, os motoristas da Uber estão ficando offline ao mesmo tempo em certas regiões. Dessa maneira, o aplicativo não encontra motoristas e sobe os preços da corrida. Então, todos voltam a ficar online para aproveitar a tarifa dinâmica criada.

Normalmente, a Uber coloca a tarifa dinâmica em horários de pico, quando a demanda está bem alta. Horários de fechamento de bares e restaurantes, além de clima chuvoso, também são fatores colocados em conta pelo aplicativo, diz o Globo.

Para descobrir esse problema, a Independent contou com a ajuda da Warwick Business School e da New York University. Eles entrevistaram motoristas em Londres e Nova York, analisando mais de 1 mil postagens no fórum não-oficial Uberpeople. No caso, o estudo também descobriu que os motoristas não sentem que trabalham para uma empresa, mas sim para um sistema, para algoritmos. O motivo? A relação pessoal praticamente zero com funcionários da própria Uber.

O ‘gerenciamento algorítmico’, além de ser eticamente questionável, pode prejudicar também a própria empresa

"A Uber usa softwares de algoritmos para supervisionar, administrar e controlar os motoristas, que são constantemente rastreados e avaliados", disse Mareike Möhlmann, um dos líderes da pesquisa segundo o G1. "Em resposta, os motoristas desenvolveram práticas para recuperar o controle, o que mostra que o ‘gerenciamento algorítmico’, além de ser eticamente questionável, pode prejudicar também a própria empresa".

  • A Uber comentou o seguinte sobre o caso: “Este comportamento não é recorrente e nem permitido na plataforma da Uber, e nós temos mecanismos que previnem que eles aconteçam”.

Cupons de desconto TecMundo: