De acordo com o site Tom’s Hardware, a pirataria de processadores para PCs está se disseminando até mesmo em grandes e-commerces como a Amazon e o eBay. Ao que parece, criminosos estão comprando chips originais da AMD, da nova linha Ryzen, e desmontando os dissipadores de calor para colocar em componentes antigos. Depois disso, essas pessoas posicionam o chip recondicionado na embalagem do original e devolvem para o vendedor.

Como não é exatamente fácil identificar um processador sem testá-lo em um PC ou avaliar o encaixe de pinos, muitos desses componentes pirata passam despercebidos na inspeção de retorno, e o criminoso é reembolsado pela loja. Dessa forma, a pessoa mal-intencionada fica com o chip novo e pode reutilizá-lo para revenda dentro de um PC ou mesmo como componente individual.

Revenda

Acaba recebendo o chip pirata no lugar de um original

A situação fica ainda pior quando outro consumidor compra um chip no e-commerce que foi enganado e acaba recebendo o chip pirata no lugar de um original. Há relatos de casos em que um comprador recebeu um Ryzen com encaixe LGA, o padrão dos processadores Intel. Ou seja, alguém pegou um processador concorrente velho, encaixou o dissipador do Ryzen novo e devolveu para a loja com a embalagem original. Nesse caso, a fraude só é descoberta quando o consumidor tenta usar o produto em seu PC.

É importante ressaltar que essa prática ainda não foi reportada no Brasil e, por isso, você pode ficar tranquilo por enquanto. Contudo, nada garante que algo do tipo já não esteja acontecendo por aqui. Dessa maneira, recomendamos que você compre componentes apenas de vendedores confiáveis e teste seu produto assim que ele chegar a sua casa. Lembre-se de que é seu direto devolver qualquer compra online em até sete dias corridos por qualquer razão e receber um reembolso completo. Assim, você se protege de um prejuízo como esse.

Cupons de desconto TecMundo: