Você provavelmente já recebeu algumas ligações inesperadas de atendentes de telemarketing ou até, em sua maioria, de máquinas programadas. Isso é spam e, segundo o aplicativo Truecaller, o Brasil está empatado com os EUA no 2° lugar do ranking de países que mais recebem ligações como esta.

Para realizar essa pesquisa, o Truecaller uniu dados de 5,5 bilhões de chamadas de spam feitas para usuários do app entre 1 de janeiro até 31 de maio de 2017. A média de ligações de spam no Brasil ficou em 20,7 milhões por mês, enquanto o país que mais sofre com isso é a Índia, com 22,6 milhões em média.

O segundo maior tipo de spam é realizado por empresas cobradoras de dívidas, o que, muitas vezes, também é identificado como golpe

"Descobrimos que existem categorias comuns que unem todas essas chamadas de spam. Estes seriam operadoras, cobrança de dívidas, bancos, políticas, saúde, telemarketing, serviços financeiros, fraudes e seguros. As regiões abrangem todo o mundo, e mesmo alguns países que estão no mesmo continente diferem drasticamente em que tipo de chamada de spam recebem", comentou o Truecaller.

Ranking

Brasil

Especificamente no Brasil, o principal spam acontece via operadores (33%), com ofertas para dados móveis gratuitos ou chamadas ilimitadas. O segundo maior tipo de spam é realizado por empresas cobradoras de dívidas, o que, muitas vezes, também é identificado como golpe (24%).

"Estas são as chamadas mais indesejáveis e não solicitadas. São uma perturbação para os usuários, ou pelo menos, equivalem a chamadas de brincadeiras e, na pior das hipóteses, assédio e chamadas de sequestro falsas", disse o app.

Por fim, com 12%, o terceiro tipo de spam que mais acontece no Brasil são as ligações de companhias de telemarketing e ligações promocionais.

Gráfico

Cupons de desconto TecMundo: