Apresentado durante a WWDC 2017, o novo iPad Pro ganhou destaque, como era de se esperar, mas não chegou a surpreender o público. Agora, porém, uma novidade relacionada ao gadget pode trazer mais alguns holofotes para o novo tablet da Maçã.

Isso porque o aparelho vem equipado com o processador A10X Fusion, com desempenho consideravelmente superior ao seu antecessor e, soubemos apenas agora, construído com o processo FinFET de 10 nanômetros da TSMC — o primeiro chip comercial do gênero produzido pela empresa taiwanesa.

E o processador do iPad Pro ganha não somente em performance, mas também em espaço. Segundo o site Tech Insights, o novo chip pode é 24% menor do que a versão anterior (A10 Fusion) —96,4 mm² contra 125 mm². Se a comparação vai além, ele é ainda 34% menor do que o A9X e 20% menor do que o A6X.

Comparativo entre os processadores A9X e A10X.

Como o iPad sendo o palco da estreia de um chip feito com um novo processo de fabricação, a Apple muda um “ritual” construído ao longo dos anos. Isso porque esse tipo de novidade costumar ser implementado pela companhia primeiro no iPhone — foi assim nas famílias A7, A8 e A9, por exemplo, conforme apontou o site AnandTech.

Esse ano ainda haverá outros grandes anúncios da Apple, e espera-se que o iPhone 8 venha com a próxima geração de processadores da Maçã. Para confirmar essa possibilidade, teremos que esperar pelo menos até setembro, quando os próximos smartphones da empresa de Cupertino devem ser anunciados.

Cupons de desconto TecMundo: