Segurança e privacidade é pauta no mundo dos apps. Tanto que centenas deles oferecem maneiras de você rastrear a sua família e saber se todos estão seguros. Porém, muitas empresas ainda não saíram dos anos 30 e acreditam serem donas de seus funcionários. Como exemplo, a Intermex, dos EUA, utiliza um app chamado Xora que possui a capacidade de rastrear todos os empregados 24 horas por dia, sete dias por semana.

Tudo isso veio à tona após uma funcionária chamada Myrna Arias ter desinstalado o aplicativo corporativo que rodava constantemente em seu celular. Pouco tempo depois, ela foi demitida por causa da atitude.

Agora, Arias, que era executiva de vendas, está processando a Intermex Wire Transfer na corte de Kern County, no sul da Califórnia, EUA.

Por meio do Xora, é possível monitorar todos os funcionários cadastrados. Tanto fora do ambiente de trabalho quanto durante o expediente, quem estiver monitorando pode descobrir até a velocidade em que o monitorado costuma dirigir. Arias comparou a utilização do Xora em sua empresa como um bracelete de prisioneiro.

A ação da funcionária toca em questões como invasão de privacidade, retaliação, práticas corporativas injustas etc. Ela pede US$ 500 mil (R$ 1,5 milhão) em danos e ainda aponta que foi monitorada nas semanas em que não estava trabalhando.

E você? O que acha de uma empresa que vigia os seus passos 24 horas por dia e sete dias por semana?

Cupons de desconto TecMundo: