A Geração Y, também conhecida como Millenials ou geração da internet, é formada por pessoas que nasceram após 1980 até nascidos no começo dos anos 90. São os jovens adultos de hoje, que cresceram com o boom da internet e acompanharam o desenvolvimento dos gadgets que usamos em nossos dias. Bacana, não? Nem tanto, já que uma pesquisa diz que nós, os Millenials, estamos fazendo menos sexo — e os culpados são exatamente os smartphones.

Essa pesquisa foi realizada pelo jornal Archives of Sexual Behavior e ela mostra, de maneira clara, que as gerações anteriores (Geração X e Baby Boomers) faziam muito mais sexo que "a galera Y". Entre diversos dados, um deles nota que 15% dos jovens adultos Y só fizeram sexo pela primeira vez entre 20 e 24 anos. Esse número era 9% na Geração X.

Netflix and Chill está mais para Só Netflix

O pesquisador Jean Twenge, especialista na área sociológica que estima as gerações, comentou ao Washington Post que grande parte da culpa está nos aplicativos de namoro, como Tinder e Happn:

"Eles acabam colocando muita importância na aparência física da pessoa e isso, penso eu, está deixando de lado uma boa parte da população. Para muitas pessoas que têm uma 'aparência mediana', o sexo aparece apenas em relacionamentos estáveis e casamentos... Os apps de namoro acabam deixando as pessoas com menos opções e elas acabam ficando mais relutantes em procurar parceiros", disse ao jornal.

Outro especialista no assunto, Norman Spack, que é professor na Harvard Medical School, comentou que "as pessoas não estão mais passando tanto tempo juntos e sozinhos. Há outro 'macaco no sotão': eles ficam conectados em tudo que é eletrônico".

Filminho e cama

O outro lado

Os jornais ainda citam que nem todos os especialistas entrevistados concordam que isso seja uma coisa ruim, já que campanhas de prevenção — como de doenças sexualmente transmissíveis — também podem ter influenciado no resultado.

O que tudo isso mostra? Que a Geração Y, inventora do "Netflix and Chill", prefere mesmo só o Netflix.

Cupons de desconto TecMundo: