Desde a primeira geração de Pokémon GO, nem todos os jogadores tiveram a oportunidade de registrar os pokémons disponíveis em suas Pokédex. O motivo? Algumas das criaturas são regionais e, ao menos no início, o público brasileiro ficou a ver navios, algo que mudou com a chegada das novas criaturas.

Para aqueles que seguem firmes em suas caçadas, podemos encontrar dois pokémons em solo nacional: Heracross e Corsola. O primeiro está em diversas áreas do Brasil (aparentemente apenas uma parte do Sul não tem acesso a ele) e é considerado um bom atacante caso tenha os golpes corretos, enquanto Corsola dá as caras em uma região específica.

O mapa abaixo mostra onde conseguir cada um desses bichos, mas ao menos no caso de Corsola há algumas controvérsias. Ainda que o mapa que apresentamos nesta notícia mostre a criatura em várias partes do nosso país, parece que esse corte não está muito correto, pois somente aqueles que moram nas regiões mais extremas do Norte e do Nordeste conseguiram registrá-la em suas agendas.

Mapa mostrando onde está cada um dos pokémons regionais

Vale lembrar, até o momento, nenhum pokémon lendário foi adicionado ao jogo. Entretanto, teremos um evento especial a partir do próximo domingo (26) para celebrar o lançamento do primeiro game da série – e por um período limitado, teremos a chance de capturar um Pikachu com chapéu de festa em Pokémon GO (e possivelmente alguma outra surpresa ainda não anunciada pela Niantic, a produtora do título).

Cupons de desconto TecMundo: