Antes de Pokémon GO ser lançado no Brasil, muitos serviços online forneciam uma dica preciosa para os aventureiros de plantão: quais monstrinhos existiam em cada parte do mapa e por quanto tempo eles permaneceriam por lá. Se você está cansado de pegar Zubats, deve imaginar o quão precioso era um site ou app como esse. Contudo, depois de muito esforço da Niantic para removê-los do ar, alguns estão ressurgindo, como o Pokémesh para Android.

Com o ressurgimento de aplicativos deste tipo, muitos usuários estão com dúvidas: isso é trapaça? Como a desenvolvedora encara isso? Posso levar ban? Certamente, há muitas entrelinhas e detalhes que assustam ou geram dúvidas nos jogadores, pois não se trata de uma ação oficial da Niantic. Ressaltamos: o TecMundo não incentiva a utilização dos aplicativos abaixo ou de outros serviços que ferem os termos da Niantic.

Apps

Pokémesh, GO Radar e Pokéalert: funcionam mesmo?

Há algumas figurinhas marcadas quando o assunto são radares de pokémon. No Android, o mais famoso é o Pokémesh, que só pode ser obtido via APK por fontes externas. Já no iOS, há dois que são mais utilizados: GO Radar e Pokéalert. Antes de comentar a polêmica, se é correto ou não e quais são os riscos por trás dos apps, há uma pergunta essencial: eles funcionam mesmo ou é só história de usuários?

A resposta curta é “sim”. Nós utilizamos todos para testes e, de maneira geral, os três foram satisfatórios. Entretanto, há uma disparidade de informações entre eles, sendo nesta ordem do mais preciso para o menos preciso: Pokémesh, GO Radar e Pokéalert. Os dois primeiros quase sempre informaram dados coerentes e ainda mandavam notificações para alertar sobre pokémons próximos. Contudo, as criaturas criadas por conta de Pokelures (Lure Modules) não são exibidas.

Pokémesh

Como você deve imaginar, os utilitários puxam esses dados diretamente dos servidores da Niantic. Portanto, a veracidade dos alertas é bem precisa, contando até mesmo com o tempo que o monstrinho permanecerá naquela área. Dito isso, passamos para a próxima pergunta: é correto utilizar esses serviços?

Há risco de ban: use por sua conta e risco

Caso você não se lembre, a Niantic fechou todos os outros serviços do tipo antes do lançamento do Pokémon GO no Brasil. O principal motivo, esclarecido pela própria empresa, é que eles atrapalhavam a estabilidade do jogo por utilizar dados em excesso. Portanto, o que esses apps estão fazendo é contra as regras da desenvolvedora.

Em outras palavras, se você usa qualquer um dos três aplicativos listados na matéria, está usufruindo – mesmo que de maneira indireta – de serviços que vão contra os termos da desenvolvedora, algo que pode justificar bans ou soft bans (bloqueios temporários). Isso é tão claro que até mesmo os próprios utilitários de radares alertam o usuário a utilizarem contas alternativas do Gmail.

Além dos riscos de punição, há a reflexão moral: essa atitude é justa com as pessoas que não contam com o recurso? É legal usar serviços que podem sobrecarregar os servidores? É a melhor alternativa para achar pokémons variados e fugir dos Zubats? Todas essas perguntas não contam com respostas talhadas em pedra e se diferenciam bastante da prática de Fake GPS. Se você quiser utilizar, é por sua conta e risco, mas saiba que você pode atrapalhar outros usuários ou até mesmo perder a conta de Pokémon GO.

No final das contas, a socialização é a melhor maneira

Pokémon GO conta com muitas mecânicas que incentivam os jogadores a explorar os seus arredores, passear muito, visitar lugares diferentes e trocar informações com pessoas nas ruas. Jogar dessa forma é mais difícil? Certamente, talvez até dez vezes mais complexo do que consultando mapas.

Porém, sem sombra de dúvidas, essa é a experiência originalmente pensada pelos desenvolvedores. Talvez, a melhor maneira de usufruir da jogatina seja criar grupos em redes sociais, chats no WhatsApp ou até mesmo colaborar com sites que são construídos de forma cooperativa para mostrar pokémons ou ninhos.

Preze por serviços colaborativos e pela interação social. Em breve, a Niantic liberará o novo sistema de avistamento, que vai facilitar a vida de muita gente

Além disso, provavelmente os dias dos radares estão contados, pois a Niantic revelou há pouco tempo como será o novo sistema de avistamento de monstrinhos nas proximidades, que se assemelha muito ao Pokémesh. Portanto, esperar por novidades do próprio game também é uma solução. Mais uma vez, ressaltamos que não incentivamos o uso de aplicativos de radar nem qualquer outra prática que seja contra os termos da Niantic.

Cupons de desconto TecMundo: