Na terça-feira, noticiamos que um garoto morreu afogado ao cair em um rio quando tentava caçar pokémons com um amigo, na cidade de Imbé (RS). Artur Bobsin Ferreira, de apenas nove anos, faleceu após cair de um pequeno barco quando estava com um amigo.

O tema foi abordado em toda a imprensa, mas nossa matéria trouxe alguns erros — infelizmente, o equívoco não estava no final trágico da história. 

Ele e o amigo estavam brincando nas margens do rio Tramandaí, quando ambos decidiram brincar em pequenos barcos que estavam no local. Em determinado momento, o amigo de Artur caiu e ele pulou na água para salvá-lo, mas acabou se afogando.

A versão oficial

Conforme publicado pelo jornal Zero Hora, o delegado Antonio Carlos Ractz (responsável pelo caso) informou que o smartphone encontrado com o amigo de Artur não continha o game Pokémon GO instalado.

Foto do local (Reprodução/Zero Hora)

O que causou a confusão na imprensa foi a fala dos populares. Logo após o acidente, muitas pessoas se aglomeraram e começaram a cogitar a influência de Pokémon GO no caso — lembrando que várias notícias de acidentes envolvendo o game já circularam o mundo.

Mesmo assim, o delegado disse: "Agora o celular não tem o aplicativo do Pokémon Go, o que não descarta a hipótese de que eles pudessem estar jogando.". Ele ainda afirma que, caso descubra que o jogo estava envolvido, vai entrar na justiça pedindo a proibição do game.

.......

Independente desta história, o TecMundo pede para que todos os jogadores de Pokémon GO lembrem-se de que o game pode ser muito divertido, mas a sua atenção não pode ser desviada dos ambientes em que estiver.

Cupons de desconto TecMundo: