Os Netbooks (as versões reduzidas dos notebooks, com telas abaixo de dez polegadas) são praticamente tudo que um consumidor pode querer, com peso levíssimo, formato que facilita o transporte de um lado para o outro e conexão com internet Wi-Fi (ou em alguns casos até mesmo 3G). Há somente uma área que deixa a desejar: o desempenho.

Como mostrado pelos nossos próprios testes com o HP Mini 2133, tudo é maravilhoso na hora de navegar, de ver fotografias ou de curtir um som, mas tente assistir a algum filme em alta definição (acima de 1280x720p)... O resultado será praticamente desastroso, com telas travando e as cenas do filme cortando para todos os lados.

Jogos então? Esqueça! Os chipsets gráficos integrados da Intel (GM45 e 945GSE), mesmo que contando com um bom processador ou com uma boa quantidade de memória RAM, simplesmente não possuem a potência para processar o conteúdo que você deseja, muito menos as novas tecnologias gráficas, a exemplo do DirectX 10, já utilizado por muitos dos games que estão nas lojas.

Plataforma padrão

Foi pensando justamente neste problema que a NVIDIA lançou o ION, uma plataforma unificada — certificada pela Microsoft para uso com o Windows Vista e 7, o que significa acesso à interface AeroGlass — que reúne GPU GeForce 9400M, memória DDR3-1066 ou DDR2-800 e microprocessador Intel ATOM para o máximo de desempenho com o mínimo de gastos.

Mas o melhor de tudo está no tamanho: todos os componentes são montados em uma placa Pico-ITXe, com apenas 10 x 7,2 centímetros de área.

Confira as especificações:

Tabela de especificações

Novas possibilidades de entretenimento

Com uma combinação tão poderosa e pequena, netbooks e outros equipamentos montados sobre a plataforma ION serão imediatamente capazes de processar vídeos em Full HD (1920x1080p), ainda mantendo desempenho aceitável para outras tarefas simultâneas. O som também é processado da melhor forma possível, contando com 7.1 canais de alta fidelidade.

Quem deseja jogar também sai ganhando (e muito), pois a NVIDIA GeForce 9400M é mais potente que os concorrentes, além de trazer suporte completo para DirectX 10. Games como Call of Duty 4 — que faz uso de uma série de efeitos gráficos especiais — já são realidade, apesar do desempenho ainda não ser excelente.  Em termos gerais, o desempenho da plataforma ION é dez vezes superior ao das demais no segmento.

E para transportar todas estas informações para a sua televisão, nada melhor do que uma saída HDMI embutida! Apenas ligue o cabo em um aparelho e no outro e saia curtindo todos os seus filmes e jogos favoritos na telona.

A esta altura você pode estar se perguntando: como é possível que esta plataforma rode os programas tão mais rápido que as outras, mesmo contando com uma quantidade de memória variável e com um processador ATOM idêntico aos demais?

Linguagem CUDA

A resposta está em outra tecnologia da NVIDIA, a CUDA (um acrônimo para Compute Unified Device Architecture). Por meio dela, a unidade de processamento gráfico GeForce 9400M pode atuar em conjunto com o processador, dando uma ajuda para o processamento pesado sempre que há a devida programação e o suporte, caso de programas que lidam com processamento de imagens e de vídeo.

Parcerias em andamento

Prova de que esta plataforma da NVIDIA pode se tornar um sucesso de mercado rapidamente é a parceria com a fabricante Lenovo (notebooks), que já resultou no lançamento do Lenovo IdeaPad S12, um Laptop de apenas 12 polegadas que — assim como para todos os outros dispositivos da linha ION — é capaz de rodar vídeos em alta definição, jogos com boa qualidade e com suporte ao DirectX 10 e ainda oferece tudo em uma saída HDMI integrada.

Lenovo S12, versão em preto

Para saber mais sobre o IdeaPad S12, não deixe de conferir a página oficial da NVIDIA (por meio deste link).

Outros equipamentos ION

A parceria com a Lenovo é certamente um dos principais motores para a plataforma, mas o IdeaPad não é o primeiro a utilizá-la. Confira outros exemplos de dispositivos que já contam com a tecnologia:

•    Aleutia H1 Hotel PC.
•    Acer AspireRevo Nettop Media Server.
•    Placa mãe ZOTAC ION ITX A Series.
•    Placa mãe ZOTAC ION ITX B Series.
•    Placa mãe Point of View POV/ION230.
•    Placa mãe Point of View POV/ION330.
•    Desktop Orbit Micro Helix A58 Sleek NVIDIA ION/N330.
•    ZaReason Ion Breeze.

É claro que a lista não está completa, pois são muitos dispositivos. E fique ligado, pois a tendência é que a extensão dela só aumente!

Aplicações além dos pequenos

Como você já viu, o grande foco da plataforma ION é nos Netbooks e outros equipamentos portáteis, mas isso não significa que outros segmentos de mercado também não possam colher os frutos desta evolução.

Os fabricantes de notebooks normais (acima de 10 polegadas) se depararão com custos 80% menores se comparados aos da aquisição dos processadores e chipsets convencionais. Outra grande vantagem é a redução na emissão de calor, eliminando a necessidade de sistemas de resfriamento complexos e caros.

Outros produtos

Acompanhando a tendência de dispositivos cada vez menores, a plataforma ION também pode atender às necessidades de consumidores que buscam Desktops do tipo SFF (Small Form Factor), os pequenos computadores de mesa, ideais para aqueles que querem máquinas apenas para internet ou ainda para ligar na televisão e assistir a vídeos. Novamente, o usuário já contará de fábrica com uma saída HDMI, ideal como saída para Televisões do tipo Full HD.

Planos para o futuro

Por ora, as opções de processadores da plataforma ION se restringem apenas aos processadores Intel Atom, mas isso deve mudar em breve (ainda no final deste ano), já que a companhia anunciou o lançamento também de placas voltadas aos microprocessadores VIA NANO, prometendo forte concorrência no setor de computadores compactos.

E você, leitor Baixaki, está ansioso para trocar o seu gabinete por uma caixinha, ou ainda o notebook antigo por um portátil muitas vezes mais potente? Até a próxima!

Cupons de desconto TecMundo: