Embora você veja DJs famosos carregando uma infinidade de parafernálias para realizar um bom espetáculo, não é preciso investir muito para começar a aprender sobre a arte das pick-ups e mixagens. Por hora, basta um computador, uma coleção de músicas e boa vontade.

Vários softwares gratuitos vêm com recursos impressionantes, capazes de empolgar os aprendizes e fazer o público tirar os pés do chão. Acompanhe esta seleção que a equipe do Tecmundo fez e descubra por si mesmo por que tanta gente vem se tornando DJ.

Virtual DJ

O software para DJs com o maior número de downloads do Baixaki faz por merecer: ele é perfeito para fazer mixagens básicas entre duas músicas diferentes. Através de crossfades, equalizadores, loops e sincronização automática de batidas, o Virtual DJ possibilita um resultado final bem bacana.

Na verdade, o programa simula um mixer que controla duas pick-ups, permitindo a aplicação de efeitos e um manuseio parecido com o de equipamentos analógicos. Basta ao usuário passar um tempo brincando com a sua lista de músicas para preparar um set matador.

Abaixo, você pode acompanhar um tutorial em português bastante esclarecedor sobre como dar os primeiros passos como DJ:

Mixxx

Em suas funções, o MIxxx é bastante parecido com o Virtual DJ. A grande diferença está na posição dos recursos na interface e na visualização paralela das duas trilhas de áudio. Apesar de ter gráficos mais simples, o programa conta com várias skins para embelezá-lo.

É um dos mais antigos do ramo (teve sua primeira versão lançada em 2001) e uma excelente escolha para se usar em conjunto com aparatos externos, como controladores MIDI, mixers ou equipamentos que simulam scratches em vinis.

Let´s Mix Editor

Quem procura um programa mais simples para saber se pega gosto pelas batidas tem o Let´s Mix Editor como uma alternativa interessante. Diferente dos outros dois programas citados acima, ele não trabalha com faders, knobs e toca-discos.

Aqui, a interface é semelhante à do iTunes, com a diferença de que o programa também identifica o BPM das faixas. Basta arrastar os arquivos e acrescentar alguns efeitos, que ficam demarcados com cores ao longo da música.

Entretanto, quem se empolga com o Let´s Mix Editor acaba sentindo falta de comandos mais avançadas e acaba procurando outras opções. Outro ponto negativo é que o único formato suportado para exportação é o pouco tradicional OGG.

HammerHead Rhytm Station

Este programa não é exatamente para performances ao vivo e mixagens. Porém, pode ser uma maneira interessante de se entender como funciona um sequenciador. Nele, o usuário pode criar o próprio ritmo através de uma infinidade de presets de bateria.

Com seis canais à disposição, o HammerHead Rhytm Station  permite que as batidas sejam combinadas em 16 células de tempo. Ainda é possível controlar o volume das peças, reverter o som delas e escolher o BPM (para deixar o loop mais rápido ou mais lento).

Se você nunca teve experiência com algum programa do tipo, pode ter certeza de que não vai descansar enquanto não criar um beat legal com as ferramentas disponibilizadas. Após finalizar a criação, há o suporte para exportar o arquivo em WAV.

Traktor DJ Studio

Eis aqui o preferido de muitos DJs. O Traktor DJ Studio combina uma gama de recursos profissionais através de uma interface bem completa e recheada de filtros e efeitos. O design lembra o de mesas reais e operar o “trator” exige um pouco mais de experiência.

Além de ser recomendado por várias pessoas que trabalham na área, o Traktor DJ Studio é apropriado para se tocar com diversas interfaces externas. No entanto, diferente dos outros softwares citados, ele é pago. Experimente a versão de demonstração disponível no Baixaki e, se gostar, pode investir sem medo na versão completa.

Muziic DJ

O Muziic DJ conta com uma das interfaces mais bonitas entre as plataformas virtuais para DJs e, o melhor de tudo, funciona diretamente no navegador. O serviço captura áudio e vídeo diretamente do YouTube para realizar as mixagens em tempo real.

Junto à reprodução simultânea das trilhas, existe a possibilidade de se soltar até 23 efeitos e loops durante as músicas — e até fazer isso usando o teclado. Contudo, o sistema perde muito por não permitir a sincronização (BPM) dos dois canais. Por fim, o Muziic DJ serve mais para brincar do que para discotecar a sério.

Ableton Live

Se o objetivo é fazer uma performance ao vivo, o Ableton Live vem com um arsenal fulminante de controles e plugins. Para além das pick-ups de DJ, o programa fornece recursos avançados para edição e produção de áudio em dois modos de interface.

Todo o necessário está ali: sequenciadores, sintetizadores, efeitos e loops esperando a criatividade de quem está à frente do computador entrar em ação. Assim como o Traktor DJ Studio, o Ableton Live também é gratuito apenas para testar.